Busca avançada
Ano de início
Entree

Entre quintais e condomínios fechados: um estudo acerca da relação entre humanos e animais na Comunidade Quilombola do Carmo (São Roque/SP)

Processo: 15/01893-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia das Populações Afro-brasileiras
Pesquisador responsável:Geraldo Luciano Andrello
Beneficiário:Luisa Amador Fanaro
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Degradação ambiental   Meio ambiente   São Roque (SP)   Comunidades locais   Cultura afro-brasileira   Quilombos   População   Fatores antropológicos

Resumo

Esta pesquisa tem por objetivo a realização de um estudo acerca das relações entre os moradores da comunidade quilombola do Carmo (localizada no município de São Roque/SP) e os animais - de estimação, de trabalho, de criação, silvestres e outros -, tomando por foco etnográfico a vida social e as atividades cotidianas dos quilombolas em que ocorram interações práticas e simbólicas entre humanos e animais. Para tanto, a pesquisa terá como pano de fundo a degradação generalizada do meio ambiente na região, causada pela expansão da área urbana de São Roque, ponto central que, sugere-se, foi e é responsável por toda uma transformação da própria noção nativa de natureza e das relações entre seres humanos e animais. A presença simbólica dos animais, portanto, seja nas histórias do passado, seja nas práticas religiosas, culturais e políticas do presente, pode configurar-se como forma de reconstrução da territorialidade do quilombo que, no momento, aguarda os estudos antropológicos necessários para seu reconhecimento territorial. Além disso, de forma a sustentar a discussão acerca das relações humano-animal, buscar-se-á, ao longo deste estudo, alcançar a noção nativa do que nós denominamos de meio ambiente/natureza, uma vez que os moradores do Carmo certamente entretecem diferentes relações e constroem distintas narrativas sobre isso que chamamos de mundo natural. O foco desta pesquisa será, então, apreender a forma como os quilombolas do Carmo e os animais se inter-relacionam, de maneira a descobrir em o que são e o que podem os animais em um bairro rural bastante urbanizado e que tem a especificidade de ser território quilombola. Note-se que muito pouco sabemos, ainda, sobre as relações com animais nas comunidades remanescentes de quilombos no Brasil.