Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de flexibilidade em problemas de dimensionamento de lotes

Processo: 14/22816-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Produção - Pesquisa Operacional
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Silvio Alexandre de Araujo
Beneficiário:Diego Jacinto Fiorotto
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/10133-0 - Problemas de corte, empacotamento, dimensionamento de lotes e programação da produção, e suas integrações em contextos industriais e logísticos, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):15/18325-9 - Análise de flexibilidade em problemas de dimensionamento de lotes, BE.EP.PD
Assunto(s):Modelos matemáticos   Dimensionamento de lotes

Resumo

O problema de dimensionamento de lotes consiste em determinar a quantidade de produtos a serem produzidos em cada período ao longo de um horizonte de tempo finito, de modo a atender certa demanda e otimizar uma função objetivo, como por exemplo, minimizar custos. Não foram encontrados na literatura, trabalhos que fazem um estudo detalhado sobre a adição de flexibilidade em problemas de dimensionamento de lotes. Observa-se que, na literatura de cadeia de suprimentos, por exemplo, tem-se mostrado que a adição de flexibilidade no processo produtivo pode proporcionar bons resultados. Neste projeto de pesquisa pretende-se ajudar a preencher esta lacuna da literatura de dimensionamento de lotes, com o estudo de flexibilidade advindas de duas diferentes fontes.A primeira fonte de flexibilidade é relativa à flexibilidade de máquinas. No problema padrão de dimensionamento de lotes em máquinas paralelas, cada item pode ser produzido em qualquer uma das máquinas e incorre em um custo e tempo de preparação antes da produção. Neste caso têm-se a flexibilidade total de máquinas. No entanto, na prática, pode ser muito caro instalar máquinas que têm flexibilidade total, especialmente se os produtos são muito diferentes. Portanto, pode ser interessante apenas implementar uma quantidade limitada de flexibilidade (cada uma das máquinas podem produzir apenas alguns tipos de itens). Pretendemos estudar o valor da flexibilidade de máquinas em modelos de dimensionamento de lotes e determinar qual seria a melhor configuração de flexibilidade para um determinado orçamento, a fim de equilibrar os benefícios e os custos de flexibilidade.Uma segunda fonte de flexibilidade é a flexibilidade da lista de materiais. Neste caso, considera-se um problema de dimensionamento de lotes com produto final que pode ser produzido através da mistura de diferentes ingredientes. A lista de materiais indica quais os componentes (ou ingredientes) são usados e em quais proporções. Em alguns processos produtivos há uma certa flexibilidade no que diz respeito à proporção imposta para cada um dos ingredientes, em que pode-se variar entre um nível mínimo e máximo, em vez de ser fixa. Isso proporciona flexibilidade no processo de planejamento da produção. Pretende-se analisar esses novos modelos de dimensionamento de lotes que levam em conta a flexibilidade na lista de materiais. (AU)