Busca avançada
Ano de início
Entree

Dimensões US-BIOTA São Paulo: diversidade de interações multi-troficas quimicamente mediadas em gradientes nos trópicos

Processo: 15/05364-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Convênio/Acordo: NSF - Dimensions of Biodiversity e BIOTA
Pesquisador responsável:Massuo Jorge Kato
Beneficiário:Patrícia Avelino Machado
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50316-7 - Dimensões US-BIOTA São Paulo: diversidade de interações multi-tróficas quimicamente mediadas em gradientes nos trópicos, AP.BTA.TEM
Assunto(s):Piperaceae   Borboletas   Mariposas   Lagartas   Interação planta-inseto   Biodiversidade

Resumo

A maioria das espécies descritas está envolvida em interações quimicamente mediadas entre planta-inseto-parasitóides, tendo profundo efeito na diversidade, estrutura de comunidades, produção primária e serviços de ecossistema. Nosso objetivo é examinar as relações da diversidade metabômica, genômica, taxonômica, e de interações tróficas por quantificação e comparação destas dimensões de biodiversidade, ao longo de um gradiente latitudinal e altitudinal no Brasil e na Argentina. Nosso foco será com Piper (Piperaceae) e os herbívoros associados, também como os inimigos naturais destes herbívoros. Este gênero de planta é caracterizado por elevados diversidade fitoquímica e taxonômica, assim como são os artrópodes associados. O trabalho proposto terá localidades, dados e testes de hipóteses únicos, adicionando ao maior banco de dados estandardizado de um gradiente latitudinal para a teia alimentar de planta-inseto-parasitóides, e desse modo proverá uma oportunidade de examinar a influência de aspectos funcionais de teias alimentares (e.g. conectância e especialização) sobre a diversidade taxonômica regional. A aplicação uniforme de amostragem quantitativa em gradientes altitudinais, métodos metabolômicos recentemente desenvolvidos, ferramentas de genômica de populações, e um experimento de grande escala fará possível testes de novas hipóteses sobre relações entre química botânica, especialização, clima e diferentes dimensões de diversidade e representará a primeira comparação de teias alimentares entre localidades. (AU)