Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo genético e mapeamento de QTLs em populações de soja oriundas de topocruzamentos tipo alimento x tipo grão

Processo: 15/00407-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sandra Helena Unêda-Trevisoli
Beneficiário:Cleber Vinicius Giaretta Azevedo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Melhoramento genético vegetal   Parâmetros genéticos   Marcador molecular   Glycine max   Soja

Resumo

Para atender às necessidades de novas cultivares de soja tipo alimento portadores de resistência ao nematoide de cisto da soja (NCS) raça 3, este trabalho possui como objetivo o avanço de progênies de duas populações de soja, oriundas de topocruzamentos entre genótipos tipo alimento x tipo grão. Estas populações encontram-se na geração F3 e serão avançadas até a geração F6 com seleção dos genótipos superiores. As características avaliadas serão: altura de plantas na maturidade (APM), altura da inserção da primeira vagem (AIV), acamamento (Ac), valor agronômico (VA), número de vagens por planta (NV), número de dias para florescimento (NDF), número de dias para maturação (NDM), número total de vagens com sementes formadas (NV); peso de 100 sementes (PCS), produção de grãos (PG), coloração do tegumento (CT) e coloração do hilo (CH). Serão selecionadas as progênies superiores e estimados os parâmetros genéticos: variância genética aditiva e de dominância, variância genética entre progênies, variância genética dentro de progênies, herdabilidade no sentido amplo e restrito, para a média das famílias e o ganho estimado com a seleção (GS) por meio do modelo misto de REML/BLUP. Por outro lado, será realizado o mapeamento de QTLs associados à resistência ao NCS (raça 3) para estas duas populações, que foram obtidas de genitores contrastantes para a resistência ao NCS. A partir de dados fenotípicos dos genótipos avaliados em F2 e genotípicos gerados por marcadores SNPs será realizada a construção do mapa genético de ligação para a população F2 e posteriormente identificação de QTLs associados à resistência ao NCS. (AU)