Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da atividade in vitro e in vivo de compostos de tiossemicarbazonas encapsulados em microemulsões lipídicas utilizando nanotecnologia

Processo: 15/02011-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Fernando Rogério Pavan
Beneficiário:Marcelo Miyata
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/14957-5 - Investigação do potencial contra tuberculose de uma nova classe de compostos furoxânicos e compostos nanoestruturados de rutênio(II) e cobre(II), AP.JP
Assunto(s):Mycobacterium tuberculosis   Nanotecnologia   Tuberculose

Resumo

Devido ao aumento nos números de casos de tuberculose no mundo, a procura por novos fármacos se intensifica cada vez mais. Para a viabilização deste novo fármaco, ele deve reduzir a duração do tempo de tratamento, ser ativo contra cepas resistentes e/ou multidroga-resistentes e ser ativo contra bacilos em estado de latência. Neste sentido, compostos da classe das tiossemicarbazonas apresentaram previamente excelente atividade como potenciais agentes anti-TB frente à cepa padrão M. tuberculosis H37Rv. Por meio do nanoencapsulamento destes compostos em microemulsões em um sistema lipídico, espera-se obter melhores resultados de atividade e toxicidade in vitro e in vivo. A caracterização in vitro e in vivo destes compostos sem o encapsulamento está sendo realizada durante o período de pós-doutorado do proponente à bolsa, Marcelo Miyata, no Institute for Tuberculosis Research na University of Illinois at Chicago (UIC) sob supervisão do Prof. Dr. Scott Franzblau. A caracterização destes compostos tem como objetivo comparar a atividade destes compostos antes e depois do encapsulamento, visando obter níveis similares de atividade in vitro mas principalmente visando diminuir a toxicidade in vivo, no sentido de aumentar a solubilidade dos compostos, com o intuito na melhora da absorção e atividade dos mesmos frente a M. tuberculosis utilizando modelo de camundongos. (AU)