Busca avançada
Ano de início
Entree

A formação profissional na construção civil e a produção em escala da habitação no Brasil: conformações e contrapontosA formação profissional na construção civil e a produção em escala da habitação no Brasil: conformações e contrapontos

Processo: 14/20986-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Lucia Zanin Shimbo
Beneficiário:Camila Mendonça Garcia
Instituição Sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Construção civil   Habitação   Capital financeiro   Mercado imobiliário   Transferência de tecnologia   Formação profissional   Trabalhadores   Pesquisa bibliográfica   Análise documentária
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Construção Civil | Formação profissional | mercado imobiliario | Política habitacional | Transferência tecnológica | Habitação

Resumo

A partir dos anos 2000 ocorreu uma visível elevação das atividades da construção civil no Brasil, diante da estabilização macroeconômica, da implementação de programas públicos de financiamento à infraestrutura e à habitação, da redução da taxa de juros e de outros fatores. Neste contexto, houve um crescimento significativo da quota das obras habitacionais no total das atividades do setor. O mercado imobiliário e o capital financeiro passaram a ocupar um papel importante na produção habitacional do período, grandes empresas privadas de construção civil se beneficiaram dos programas de incentivos públicos e puderam ampliar seu mercado. O crescimento das atividades na construção civil esbarra na questão histórica da formação profissional dos trabalhadores. Em geral, essa formação ocorre mais expressivamente através da prática do trabalho no canteiro de obras, não compreende uma contextualização teórica mais abrangente e tampouco leva em consideração os impactos sociais e ambientais das atividades da construção. Há tantas iniciativas de qualificação promovidas por associações representativas de classe, órgãos públicos ou agentes privados que respondem mais imediatamente a uma demanda do mercado; quanto experiências que procuram vincular formação, transferência de tecnologia e desenvolvimento social. Entretanto, ambas iniciativas são insuficientes para capacitar o grande contingente de trabalhadores sem qualificação no mercado de trabalho e são pouco estudadas na bibliografia. O presente projeto busca contribuir para esse debate e tem como objetivo principal identificar e caracterizar os processos recentes de formação profissional do trabalhador da construção civil sob a ótica dessas duas vertentes: uma de acordo com a lógica de produção habitacional em grande escala no Brasil promovida por grandes empresas, que será aqui chamada de "conformação". Representando a perspectiva do "contraponto" a essa vertente vinculada às empresas, a pesquisa busca investigar também a existência de outros processos, nacionais ou internacionais, que procurem aliar conhecimentos técnicos específicos a uma formação mais ampla e crítica. Portanto, procura-se avaliar quais aspectos de ambas poderiam contribuir para o aprimoramento da formação profissional na construção civil no Brasil. Como estratégia metodológica, será utilizada a pesquisa qualitativa, recorrendo a três procedimentos diferentes e combinados: a pesquisa bibliográfica, a pesquisa documental e a pesquisa de campo em canteiros de obras e nas instituições de formação de trabalhadores.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)