Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo de quarks pesados e atividades com o chip SAMPA no experimento ALICE do CERN

Processo: 15/04334-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Alexandre Alarcon Do Passo Suaide
Beneficiário:Marcel Araujo Silva Figueredo
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/04583-8 - Física nuclear de altas energias no RHIC e LHC, AP.TEM
Assunto(s):Quarks pesados   Charmônio   Colisões de íons pesados relativísticos   Experimento ALICE

Resumo

Neste projeto, serão desenvolvidas atividades de pesquisa junto ao grupo de pesquisa da Universidade de São Paulo colaborador do experimento ALICE (A Large Heavy Ion Collider) do CERN. Esse grupo é um dos principais responsáveis pelas análises de quarks pesados no ALICE, além do desenvolvimento do aprimoramento (upgrade) do experimento, em especial, por meio do chip SAMPA.Os estudos serão voltados à complementação dos resultados da produção bárions compostos por charm (Lambdac) no ALICE, além do estudo de correlações elétron-elétron com elétrons oriundos de quarks pesados. A primeira é muito importante no contexto do experimento ALICE pois serve para entender os mecanismos de hadronização existentes no setor de quarks charmosos. A segunda ;e muito importante em colisões Pb-Pb, pois a função de correlação é sensível ao comportamento coletivo de quarks em baixo momento e, em alto momento, uma boa sonda dos efeitos oriundos de jatos de quarks pesados no meio. Esses estudos complementam as atividades realizadas pelo candidato em seu período de doutorado - focado no estudo de quarks pesados, por meio de estados de charmonium - e pós-doutorado - cujo foco é o estudo de bárions charmosos.Atividades relacionadas ao chip SAMPA serão apresentadas. Em especial, pretende-se participar da tomada de dados dos testes de tolerância à radiação do chip, além da implementação de software referente ao chip no framework do ALICE e estudos relacionados ao comportamento do chip em simulações. Essas atividades, além de serem muito importantes para o futuro do experimento, complementam as atividades realizadas pelo candidato durante o pós- doutorado do candidato em Liverpool, quando a física de bárions charmosos foi explorada no contexto do upgrade do experimento. (AU)