Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de genes plasmidiais de resistência a quinolonas em Escherichia coli isoladas de pacientes com infecção do trato urinário admitidos em unidades de terapia intensiva no Hospital de Base de São José do Rio Preto

Processo: 15/04494-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Mara Corrêa Lelles Nogueira
Beneficiário:Ana Carolina Tegon de Freitas
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Escherichia coli   Sequenciamento   Reação em cadeia por polimerase (PCR)

Resumo

As infecções do trato urinário (ITU) por Escherichia coli uropatogênicas (UPEC) resistentes às quinolonas são um importante problema de saúde pública, pois estes antimicrobianos estão entre as principais opções para o tratamento, e a falha terapêutica pode resultar em evolução para quadros graves, com falência renal, sepse e óbito. O principal reservatório de UPEC é o trato gastrointestinal, e a infecção ocorre após a migração das bactérias para a região perianal e, posteriormente, para a uretra. No presente estudo, propomos realizar a avaliação de E. coli resistentes a quinolonas isoladas de pacientes com ITU. Serão investigados o perfil de susceptibilidade aos antimicrobianos e os genes plasmidiais responsáveis pela resistência a quinolonas. Os resultados deste estudo são importantes para o conhecimento sobre a disseminação de genes de resistência em UPEC, e poderão futuramente, ser úteis na orientação da terapia antimicrobiana e em programas voltados para o controle da resistência.