Busca avançada
Ano de início
Entree

Envolvimento PGE2 na modulação da expressão de IRF4 em células Th17

Processo: 15/02657-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:Alexandra Ivo de Medeiros
Beneficiário:Allan Botinhon Orlando
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/17611-7 - Efeito da fagocitose de células apoptóticas por células dendríticas na diferenciação de células Th17: função de PGE2, AP.JP
Assunto(s):Dinoprostona   Peptídeos e proteínas de sinalização intracelular

Resumo

A fagocitose de células apoptóticas infectadas (AC), ou seja, contendo PAMP internalizado, promove a produção de IL-23, TGF-² e IL-6 por células dendríticas (CD). O papel desses mediadores solúveis na diferenciação de células Th17 foi comprovado através da estimulação de células T "naive", com anti-CD3 e anti-CD28, na presença do meio condicionado oriundo de CD incubadas com células apoptóticas infectadas. No entanto, resultados obtidos recentemente por nosso grupo demonstram que a fagocitose de células apoptóticas infectadas com Escherichia coli promove, além da produção de citocinas polarizantes para Th17, a síntese de altos níveis de prostaglandina E2 (PGE2). Nossos resultados sugerem que, diferente do que esperávamos inicialmente, PGE2 parece ter um efeito inibitório na diferenciação de Th17, uma vez que em níveis reduzidos de PGE2 a diferenciação de Th17 foi aumentada significativamente. O envolvimento de PGE2 durante o processo de ativação e diferenciação de células Th1, Treg e Th17 vem sendo desvendado nos últimos anos. Recentes trabalhos na literatura descrevem tanto efeito imunoestimulador, promovendo a diferenciação e expansão de células Th17, como supressor, induzindo a geração de células Treg.Os interferon-regulatory factors (IRFs) são um família de fatores de transcrição que vêm sendo descritos por terem um papel chave na diferenciação de células T helper. A participação de IRF4 na diferenciação de Th17, mediada por IL-6 e TGF-², foi demonstrada in vitro utilizando linfócitos obtidos de animais Irf4-/- ou por silenciamento de Irf4. Sabendo que IRF4 é um novo fator de transcrição envolvido na diferenciação de células Th17 e que PGE2 é capaz de regular negativamente a expressão e /ou a translocação de IRF4, a hipótese deste estudo é que PGE2, oriunda da fagocitose de células apoptóticas infectadas por células dendríticas, seria capaz de inibir a diferenciação da célula T "naive" em Th17 via IRF4.