Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de tecnologias promissoras no setor da biotecnologia vermelha baseado em análises de patentes

Processo: 14/22500-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Setores Específicos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Geciane Silveira Porto
Beneficiário:Cristiano Gonçalves Pereira
Instituição-sede: Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia   Gestão da inovação   Inovação   Patentes

Resumo

No estudo da inovação, grande atenção é dada às tecnologias emergentes, que possuem o potencial de serem altamente produtivas e de estimularem o investimento em tecnologias promissoras. Os documentos de patentes são ferramentas de extrema importância para a identificação de tendências tecnológicas. Utilizando o critério de co-classificação de patentes, o projeto propõe uma análise de tendência tecnológicas baseado em abordagens de natureza quantitativa e qualitativa aplicado para o setor da biotecnologia vermelha. O primeiro, utilizará como método uma forma aprimorada baseado na matriz de impacto cruzado superlimite de Kim et al. (2011) que considera não só impactos indiretos entre tecnologias, mas também a evolução dos mesmos no tempo, identificando estágios de crescimento, maturidade e saturação da tecnologia. Em segundo, uma análise qualitativa criteriosa destas tecnologias promissoras e sua aplicação e direcionamento às indústrias de biotecnologia do setor, sob a forma de um workshop, com intuito de potencializar as atividades de pesquisa e desenvolvimento nestas tecnologias. Com o desenvolvimento deste projeto, espera-se que haja uma maior atração de investimentos públicos e privados nas empresas do setor da biotecnologia vermelha para o desenvolvimento de tecnologias promissoras, o que estimula a competitividade frente aos mercados internacionais e contribui para a inovação no país. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Mineração de patentes indica rotas promissoras para pesquisas 
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.