Busca avançada
Ano de início
Entree

Humanização e cogestão na atenção básica: as relações de trabalho no cotidiano

Processo: 15/04519-6
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Acordo de Cooperação: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Carla Guanaes Lorenzi
Beneficiário:Giovanna Cabral Doricci
Instituição Sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Humanização   Construcionismo social   Relações de trabalho   Gestão em saúde   Saúde pública   Atenção primária à saúde
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Atenção básica em saúde | Construcionismo Social | Gestão em saúde | Humanização | Psicologia Social | Relações de Trabalho | Saúde Pública

Resumo

A Política Nacional de Humanização objetiva promover a reforma sanitária a partir do enfoque nas relações estabelecidas no cotidiano. Esta política tem como princípios a transversalidade, a indissociabilidade entre atenção e gestão e o fomento do protagonismo, corresponsabilidade e autonomia dos profissionais e usuários do Sistema Único de Saúde. Apesar de sua complexidade, a humanização, muitas vezes, é banalizada. Os estudos enfocam a qualidade das relações entre profissionais de saúde e usuários, enquanto o âmbito da gestão e das relações de trabalho é debatido no campo teórico, mas ainda pouco explorado empiricamente. Esta pesquisa tem como objetivo compreender o modo como a humanização da gestão em saúde é considerada e praticada pelos profissionais de saúde no cotidiano dos serviços da Atenção Básica. Delineamos como contexto de análise duas Unidades de Saúde de Ribeirão Preto-SP. A pesquisa ocorrerá em duas etapas: imersão no campo, que dará subsídios para a realização da segunda etapa que consiste no desenvolvimento de grupos focais. Os grupos serão utilizados para compreender os sentidos construídos pelos profissionais de saúde sobre a humanização da gestão, e sobre como ela é praticada, no cotidiano do serviço. As conversas serão gravadas e transcritas na íntegra. A análise das conversas grupais será qualitativa e terá os seguintes passos: 1) Transcrição; 2) Leitura intensiva; 3) Delimitações temático-sequenciais; 4) Seleção de momentos para discussão dos objetivos da pesquisa; 5) Análise a partir do aporte teórico referente à temática. Esperamos com esta pesquisa contribuir para incremento da literatura sobre a cogestão no contexto da Atenção Básica, dando destaque para a Psicologia Social como importante recurso de análise das políticas públicas, e para a implementação do processo da reforma sanitária. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
DORICCI, Giovanna Cabral. Humanização e Cogestão na Atenção Básica: as relações de trabalho no cotidiano. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (PCARP/BC) Ribeirão Preto.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.