Busca avançada
Ano de início
Entree

A atuação de psicólogos e psicólogas do esporte no tema das relações étnico-raciais

Processo: 15/03390-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Alessandro de Oliveira dos Santos
Beneficiário:Marcio Antonio Tralci Filho
Instituição-sede: Instituto de Psicologia (IP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/11199-2 - Atuação do psicólogo no tema das relações étnico/raciais: um estudo na Região Metropolitana de São Paulo, AP.JP
Assunto(s):Racismo   Prática profissional   Psicologia do esporte

Resumo

O esporte, enquanto fenômeno que reproduz as tensões sociais, cada vez mais se revela como palco para a tematização de questões étnico-raciais, bem como para as implicações psicológicas de sua dinâmica de operação em contexto profissional. Contudo, apesar da produção considerável no âmbito do futebol, do enfoque dado em outros países e da tradição da Psicologia Social, ainda carece à Psicologia do Esporte no Brasil uma aproximação com o tema das relações étnico-raciais. O objetivo desse projeto de pesquisa é investigar a atuação de psicólogos e psicólogas do esporte diante do tema das relações étnico-raciais. Para tanto, o campo-tema da investigação será composto por análises de material escrito produzido na internet, por narrativas veiculadas em programas esportivos e pela construção de um caderno de campo, além de entrevistas com ao menos oito psicólogos e psicólogas do esporte de diferentes modalidades esportivas. Os esportes serão determinados a partir de uma análise das narrativas circulantes relativas às questões étnico-raciais, da predominância quantitativa étnico-racial de seus atletas e da sua característica coletiva ou individual. Os conceitos de raça/etnia, gênero, preconceito, discriminação, racismo e racialismo serão fundamentais para interpelar os resultados, bem como a análise das relações de poder voltadas para os corpos dos protagonistas dos esportes. (AU)