Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação antioxidante e anti-inflamatória do mentol no processo cicatricial de pele

Processo: 15/06636-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Geral
Pesquisador responsável:Claudia Helena Pellizzon
Beneficiário:Eduardo Oliveira de Souza
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Pele   Cicatrização   Mentol

Resumo

A cicatrização de feridas cutâneas tem sido motivos de trabalhos ao longo dos anos e a busca por tratamentos tópicos que auxiliem nesse processo gerou novas farmacoterapias, com ampla exploração dos produtos de origem natural. O processo cicatricial é dividido em três fases sobrepostas: inflamatória, proliferativa e maturação. O mentol é um terpeno de cadeia cíclica encontrado nos óleos essenciais extraídos de plantas do gênero Mentha. Este projeto propõe-se a avaliar o efeito do mentol na cicatrização de feridas cutâneas em ratos, elucidando seus mecanismos de ação. Ratos Wistar machos (n=8) serão randomicamente separados em 5 grupos: controle (creme base), colagenase (controle positivo), creme de mentol a 0,25%, creme de mentol a 0,5% e creme de mentol a 1,0%. Após anestesia, serão confeccionadas de feridas na região dorsal com o auxílio de um punch. Diariamente, as feridas serão tratadas, fotografadas e medidas. Os ratos serão eutanasiados após 3, 7 ou 14 dias de tratamento (de acordo com as fases descritas na literatura). Nas amostras de pele, será avaliada a atividade antioxidante do mentol através de ELISA, medindo-se a atividade das enzimas glutationa peroxidase (GPx), glutationa redutase (GR), superóxido dismutase (SOD) e mieloperoxidase (MPO), além do nível de glutationa (GSH). A atividade anti-inflamatória do tratamento será analisada no plasma sanguíneo, através de kits de ELISA para as citocinas inflamatórias TNF-± e IL-6 e citocina anti-inflamatória IL-10. Este projeto está vinculado ao projeto de pós-doutorado da Dra. Ariane Leite Rozza (processo Fapesp 2013/22202-4) e ao auxilio regular Fapesp 2013/23340-1.