Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização bioquímica e estrutural de novas enzimas auxiliares identificadas por técnicas de metasecretoma

Processo: 15/08406-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 20 de junho de 2015
Vigência (Término): 19 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Igor Polikarpov
Beneficiário:Andre Schutzer de Godoy
Supervisor no Exterior: Neil Charles Bruce
Instituição-sede: Instituto de Física de São Carlos (IFSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of York, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:11/05712-3 - Estudos estruturais e funcionais das enzimas beta-galactosidases de Xanthomonas campestris, BP.DD
Assunto(s):Parede celular vegetal   Biocombustíveis   Metagenoma   Raios X   Mono-oxigenases líticas de polissacarídeos

Resumo

A desconstrução da parede celular de plantas é um dos maiores desafios na viabilização econômica do etanol celulósico. A biomassa das plantas possui uma composição extremamente heterogênea, onde o acesso das enzimas a polissacarídeos específicos é limitado pela recalcitrância e complexidade dessa parede. As monooxigenases líticas de polissacarídeos (LPMO) são uma importante classe de enzimas auxiliares, com potencial para solucionar parte desse problema. Descobertas a alguns anos, essa classe de enzimas dependentes de cobre participa da degradação da biomassa através da oxidação de ligações em polissacarídeos da parede, elevando a atividade de coquetéis enzimáticos. Um projeto metagenômico em andamento (FAPESP-RCUK Project 2010/52362-5), em colaboração com a Universidade de York (Reino Unido), identificou várias enzimas ativas em carboidratos de comunidades microbianas que sobrevivem em bagaço de cana em decomposição e em palha de cereais, incluindo novas LPMO das famílias AA10 e AA11. Como um próximo passo, feito em colaboração com o Professor Neil Bruce do Departamento de Biologia da Universidade de York, nós pretendemos proceder com a identificação, caracterização bioquímica e estrutural das LPMO previamente identificadas, a fim de estender sua aplicação nos campos da biotecnologia. Nossa colaboração permitirá nosso grupo progredir rapidamente nesse novo campo da produção de biocombustíveis, além de fazer um uso efetivo dos resultados obtidos no projeto FAPESP-RCUK. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.