Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos evolutivos das duplicações gênicas em Drosophila

Processo: 15/01347-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de outubro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Diogo Meyer
Beneficiário:Mariana Teixeira Kanbe
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Biologia computacional   Biologia molecular   Evolução animal   Evolução molecular   Drosophila

Resumo

Retrogenes de Drosophila apresentam dinâmica de movimento preferencialmente direcional, havendo movimentos com origem no cromossomo X e destino ectópico em autossomos em proporções muito superiores às que poderíamos supor para translocações ou duplicações aleatórias. Sobre isto, muitos estudos tem sustentado que tais retrogenes apresentam padrão de expressão ligado ao sexo masculino (testículos), o que vai de encontro com baixa representação de genes preferencialmente expressos em machos no cromossomo X (demasculinização) e com hipóteses explicativas que invocam mecanismos de seleção natural para explicar o excesso de movimento observado. A pressão seletiva pode estar atuando sobre esses retrogenes devido a inativação do cromossomo X durante a meiose masculina (MSCI) ou devido à existência de forças de antagonismo sexual. Nesse sentido, para avançar na compreensão das causas atuantes no padrão de migração de retrogenes, confrontando hipóteses de seleção com de tendência intrínseca, se faz necessária análise tecido-específica e diferencial em dados específicos gonadais até então ausente na literatura. (AU)