Busca avançada
Ano de início
Entree

Arsênio e arroz: monitoramento e estudos de (bio)remediação para segurança alimentar

Processo: 15/06674-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Bruno Lemos Batista
Beneficiário:Fabiana Roberta Segura
Instituição-sede: Centro de Ciências Naturais e Humanas (CCNH). Universidade Federal do ABC (UFABC). Ministério da Educação (Brasil). Santo André , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/05151-0 - Arsênio e arroz: monitoramento e estudos de (bio)remediação para segurança alimentar, AP.JP
Bolsa(s) vinculada(s):18/02281-0 - Metilação e biovolatilização de arsênio em solos de Ticino, Jura e Valais, Suíça, BE.EP.DD
Assunto(s):Arsênio   Arroz   Segurança alimentar

Resumo

O Arsênio é o xenobiótico mais tóxico segundo a Agência para Registro de Substâncias Tóxicas e Doenças dos Estados Unidos. Dentre as espécies químicas presentes na natureza, as inorgânicas (As3+ e As5+) são as mais tóxicas ao homem e as formas metiladas são menos tóxicas (MMA - monometil As - , DMA - dimetil As - e AsB - Arsenobetaína). Quando presente no solo, o As é absorvido pelas raízes do arroz, chegando até os grãos. Este cereal é um importante alimento dos brasileiros e de quase metade da população mundial sendo, portanto, uma relevante via de exposição. A planta possui mecanismos que favorecem a absorção de As pelas suas raízes, principalmente As3+ quando cultivado em solo tipo irrigado (inundado). Por outro lado, também possui mecanismos de defesa como fitoquelatinas e efluxo do As absorvido. Sabe-se que o arroz consumido no Brasil possui concentração média de As > 222 ng.g-1 onde cerca de 60% é As inorgânico, representando um risco a saúde quando comparado ao valor máximo permitido de 10 mg.l-1 de As em água. Os principais estados produtores são Rio Grande do Sul e Santa Catarina que utilizam o cultivo do tipo irrigado. Além disso, atualmente, há uma intensa discussão entre os participantes do Codex Alimentarius sobre os limites máximos de As no arroz, assim como métodos de especiação e código de práticas para mitigar essa contaminação. Assim, o presente projeto visa o desenvolvimento de métodos de especiação química, avaliação de risco do consumo de arroz e seus derivados quanto a contaminação com As, investigação de cultivares nacionais em relação à predileção por As, desenvolvimento de método para aprisionamento de As volátil para avaliação de sua presença em solos de arrozais e, finalmente, estudos de mitigação através do polimento, cozimento e (bio)remediação utilizando fungos já isolados da rizosfera de arrozes brasileiros. Espera-se com este projeto avaliar-se o risco do consumo de arroz, reduzir as concentrações de As nos grãos agregando valor nutricional e formar recursos humanos para atuar tanto na área de análises químicas quanto na área de segurança alimentar. (AU)

Publicações científicas (4)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SOARES GUIMARAES, LEANDRO HENRIQUE; SEGURA, FABIANA ROBERTA; TONANI, LUDMILLA; VON-ZESKA-KRESS, MARCIA REGINA; RODRIGUES, JAIRO LISBOA; CALIXTO, LEANDRO AUGUSTO; SILVA, FABIO FERREIRA; BATISTA, BRUNO LEMOS. Arsenic volatilization by Aspergillus sp. and Penicillium sp. isolated from rice rhizosphere as a promising eco-safe tool for arsenic mitigation. Journal of Environmental Management, v. 237, p. 170-179, MAY 1 2019. Citações Web of Science: 0.
PEDRON, TATIANA; SEGURA, FABIANA ROBERTA; PANIZ, FERNANDA POLIO; SOUZ, FELIPE DE MOURA; DOS SANTOS, MAURO COELHO; DE MAGALHAES JUNIOR, ARIANO MARTINS; BATISTA, BRUNO LEMOS. Mitigation of arsenic in rice grains by polishing and washing: Evidencing the benefit and the cost. JOURNAL OF CEREAL SCIENCE, v. 87, p. 52-58, MAY 2019. Citações Web of Science: 0.
SEGURA, FABIANA ROBERTA; CAVALHEIRO PAULELLI, ANA CAROLINA; LEITE BRAGA, GILBERTO UBIDA; PEDREIRA FILHO, WALTER DOS REIS; SILVA, FABIO FERREIRA; BATISTA, BRUNO LEMOS. Promising filamentous native fungi isolated from paddy soils for arsenic mitigation in rice grains cultivated under flooded conditions. JOURNAL OF ENVIRONMENTAL CHEMICAL ENGINEERING, v. 6, n. 4, p. 3926-3932, AUG 2018. Citações Web of Science: 1.
SEGURA, FABIANA ROBERTA; DE OLIVEIRA SOUZA, JULIANA MARIA; DE PAULA, ELOISA SILVA; MARTINS, JR., AIRTON DA CUNHA; CAVALHEIRO PAULELLI, ANA CAROLINA; BARBOSA, JR., FERNANDO; BATISTA, BRUNO LEMOS. Arsenic speciation in Brazilian rice grains organically and traditionally cultivated: Is there any difference in arsenic content?. Food Research International, v. 89, n. 1, p. 169-176, NOV 2016. Citações Web of Science: 13.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.