Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial anti-inflamatório da crotoxina, uma fosfolipase A2 isolada da peçonha de Crotalus durissus terrificus, em modelo de coagulação intravascular disseminada induzida por endotoxemia

Processo: 15/06290-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Suely Vilela
Beneficiário:Marco Aurélio Sartim
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:11/23236-4 - Toxinas animais nativas e recombinantes: análise funcional, estrutural e molecular, AP.TEM
Assunto(s):Crotalus durissus terrificus   Toxicologia   Coagulação   Crotoxina   Inflamação

Resumo

A coagulação intravascular disseminada (CIVD) é uma síndrome caracterizada por distúrbios da hemostasia, onde sua etiologia pode estar associada a diferentes patologias inflamatórias como a sepse. A estratégia terapêutica envolve o uso de agentes inibidores da coagulação, assim como agentes anti-inflamatórios/imunossupressores capazes de inibir o processo desencadeador das alterações de coagulação. A peçonha da serpente Crotalus durissus terrificus é conhecida por apresentar um caráter imunomodulador, sendo este atribuído ao principal componente presente na peçonha: a crotoxina (CTX). Estudos têm mostrado que essa neurotoxina, composta por uma subunidade fosfolipase A2 básica cataliticamente ativa e uma subunidade cataliticamente inativa ácida (crotapotina), é responsável por induzir um comportamento anti-inflamatório/imunossupressor em modelos experimentais in vivo e in vitro. Considerando esses dados, o objetivo do presente projeto consiste em avaliar o potencial imunomodulador da CTX na síndrome de CIVD em modelo de endotoxemia. O presente estudo também tem como objetivo estudar o possível mecanismo de ação desta toxina, avaliando o envolvimento de (I) mediadores lipídicos e (II) do eixo neuroimune na ação anti-inflamatória induzida pela CTX. A CIVD será induzida em camundongos pela administração de lipopolissacarídeo (LPS). A CTX será administrada em diferentes tempos e doses, previamente e/ou posteriormente à administração do LPS, onde a resposta será avaliada pela análise dos parâmetros hemostáticos, hematológicos e inflamatórios. Para entender o mecanismo de ação da CTX, o envolvimento do eixo neuroimune será avaliado pela: (A) participação do sistema nervoso autônomo através das vias de transmissão colinérgica e adrenérgica; (B) e pela ativação do eixo neuroendócrino hipotálamo-pituitária-adrenal (HPA) pela participação de corticosterona. O envolvimento de mediadores lipídicos será avaliada pela capacidade da CTX em induzir a produção de eicosanóides e identificar o mecanismo de ação destes lipídeos na resolução da CIVD. Em resumo, o presente projeto visa avaliar e entender o mecanismo da CTX na resolução da CIVD, sendo os dados gerados a partir desse estudo de grande importância para o melhor entendimento do mecanismo de ação dessa neurotoxina, além de uma possível aplicação terapêutica em distúrbios de origem inflamatória.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SARTIM, MARCO AURELIO; MENALDO, DANILO LUCCAS; SAMPAIO, SUELY VILELA. Immunotherapeutic potential of Crotoxin: anti-inflammatory and immunosuppressive properties. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 24, DEC 17 2018. Citações Web of Science: 0.
SARTIM, MARCO A.; CEZARETTE, GABRIEL N.; JACOB-FERREIRA, ANNA L.; FRANTZ, FABIANI G.; FACCIOLI, LUCIA H.; SAMPAIO, SUELY V. Disseminated intravascular coagulation caused by moojenactivase, a procoagulant snake venom metalloprotease. International Journal of Biological Macromolecules, v. 103, p. 1077-1086, OCT 2017. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.