Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação das atividades da proteína anexina a1 e das serinoproteases de bothrops na regulação do processo de angiogênese: modelo experimental de implantação da câmara dorsal

Processo: 15/01975-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Sonia Maria Oliani
Beneficiário:Rafaela Batista Molás Mendes
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Pele   Mastócitos   Microcirculação   Anexina A1   Inflamação

Resumo

A angiogênese consiste na formação de novos vasos sanguíneos a partir da vasculatura pré-existente e o fator de crescimento do endotélio vascular (VEGF) é um regulador chave desse processo, sendo um fator de sobrevivência para células endoteliais, estimulando a origem de nova rede microvascular. O processo de angiogênese é extremamente necessário para o sucesso de transplantes, regeneração e reparo de tecidos danificados, recuperação pós-isquemia e cicatrização de feridas. Assim, o entendimento da intensificação do crescimento de novos sistemas microvasculares é fundamental para novas estratégias terapêuticas. Recentes estudos mostraram que a proteína anexina A1 (ANXA1) está envolvida na regulação da inflamação, apoptose, crescimento celular, diferenciação e, ainda, no balanço entre a angiogênese fisiológica e patológica. Investigações in vivo do nosso grupo de pesquisa mostram que a ANXA1 pode atuar como um indutor da angiogênese fisiológica, assim como as serinoproteases de Bothrops cujos dados foram observados em recentes estudos in vitro. Com essas considerações, o nosso objetivo será investigar, in vivo, o processo de angiogênese após tratamentos prévio/simultâneo com a ANXA1 e as serino-proteases de Bothrops brazili e atrox. Os efeitos da ANXA1 e das serinoproteases sobre a cinética de formação de novos vasos, na rede microcirculatória, serão investigados em modelos experimentais de implantação de câmaras dorsais em camundongos Balb/c selvagens. Embora algumas investigações identifiquem o envolvimento da ANXA1 e das serinoproteases na regulação da angiogênese, o papel exato na fisiologia não está totalmente esclarecido. Assim, nossos estudos poderão revelar importantes funções desses mediadores nesse processo que envolve proliferação e diferenciação das células endoteliais, matriz extracelular e células circundantes.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MOLAS, RAFAELA BATISTA; DE PAULA-SILVA, MARINA; MASOOD, REHANA; ULLAH, ANWAR; GIMENES, ALEXANDRE DANTAS; OLIANI, SONIA MARIA. AC(2-26) peptide and serine protease of Bothrops atrox similarly induces angiogenesis without triggering local and systemic inflammation in a murine model of dorsal skinfold chamber. Toxicon, v. 137, p. 7-14, OCT 2017. Citações Web of Science: 2.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.