Busca avançada
Ano de início
Entree

Diagnóstico sorológico e molecular de Babesia bovis em bovinos no município de Monte Alto, estado de São Paulo

Processo: 15/06015-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Medicina Veterinária Preventiva
Pesquisador responsável:Rosangela Zacarias Machado
Beneficiário:Luíza Albino
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Babesiose   Babesia bovis   Babesia bigemina   Testes sorológicos   Técnicas imunoenzimáticas   Caracterização molecular   Reação em cadeia por polimerase (PCR)   Imunofluorescência   Monte Alto (SP)

Resumo

A Babesiose bovina é uma doença hemoparasítica causada pelos protozoários das espécies Babesia bovis e Babesia bigemina. Eritrócitos parasitadospor Babesia bovis se aglutinam e aderem a células do endotélio microvascular docérebro de bovinos, podendo ser fatal e com sinais clínicos relacionados ao sistema nervoso. Os sintomas gerais característicos da babesiose bovina são febre, anemiahemolítica, icterícia, hemoglobinúria e, em casos graves, morte. Entretanto, mesmo não apresentando tais sintomas, hospedeiros infectados são reservatórios de infecção para os carrapatos os quais são vetores biológicos, possibilitando ainfecção de outros animais e a ocorrência de surtos em bovinos de áreas não endêmicas para a doença. A babesiose bovina acomete animais em áreas de climatropical e subtropical onde ocorre também os ixodídeos transmissores possibilitandoo estabelecimento de animais portadores, sem sintomatologia clinica. A realização desta pesquisa tem como objetivo a detecção de Babesia bovisem bezerros, acompanhados desde o nascimento até 12 meses de idade de uma propriedade na cidade de Monte Alto, SP, utilizando técnicas sorológicos, Reação de imunofluorescência indireta (RIFI) e Ensaio imunoenzimático indireto (ELISA), e da técnica de diagnóstico molecular pela Reação em Cadeia da Polimerase (PCR).

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)