Busca avançada
Ano de início
Entree

Dinâmica neuronal do controle cardíaco durante o desenvolvimento pós Natal em preás (Galea Spixii,Wangler,1831)

Processo: 14/50442-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Francisco Javier Hernandez Blazquez
Beneficiário:Aliny Antunes Barbosa Lobo Ladd
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento   Gânglio estrelado

Resumo

O coração passa alterações morfofuncionais naturais durante o desenvolvimento pós-natal, e o aumento da população com mais de 65 anos, cria a necessidade de entendermos a fundo os mecanismos envolvidos neste processo. O coração possui uma inervação autonômica dupla de simpática e parassimpática que é modulada por neurônios pré-ganglionares centrais, localizados no cérebro e tronco encefálico, que também podem ser alterados pela idade, o que implicaria na instauração de arritmias com origens centrais e/ou autonômicas. Portanto nesta pesquisa analisaremos sob a luz do delineamento estereológico diferentes componentes do neuroeixo de controle cardíaco: os componentes centrais do núcleo paraventricular e núcleo ambíguo, bem como os componentes autonômicos do gânglio estrelado e plexo cardíaco em preás, utilizados aqui como modelo de desenvolvimento pós-natal de maturação e envelhecimento do sistema nervoso. Serão utilizadas técnicas, modernas e acuradas de quantificação 3D estereologia, associadas a técnicas de bio imagem e imuno-histoquímica para identificação de diferentes marcadores do ciclo de vida neuronal de proliferação, apoptose e pluripotência. Esperando assim, gerar resultados que possam ser úteis no entendimento da dinâmica neuronal nas regiões mencionadas de controle cardíaco, e consequentemente contribuir com avanço no conhecimento das bases morfológicas acerca dos efeitos do desenvolvimento pós-natal no controle cardíaco autonômico e central, o que pode ser útil à cardiologia em medicina veterinária, que comumente lida com animais de superfície corpórea maior do que aquela de animais de laboratório, como o rato e o camundongo. (AU)