Busca avançada
Ano de início
Entree

Adaptação marginal e resistência adesiva ao cisalhamento de restaurações em condições de envelhecimento térmico e desafio erosivo

Processo: 15/08383-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 10 de agosto de 2015
Vigência (Término): 09 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Alessandra Buhler Borges
Beneficiário:Rayssa Ferreira Zanatta
Supervisor no Exterior: Annette Wiegand
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Local de pesquisa : Göttingen University, Alemanha  
Vinculado à bolsa:13/12069-5 - Influência de diferentes agentes surfactantes sobre o efeito protetor da película no desenvolvimento da erosão dental, BP.DR
Assunto(s):Dentística   Microtomografia   Adesivos dentinários   Erosão dentária   Esmalte dentário

Resumo

Com a persistência do desgaste erosivo, a perda de estrutura dental atinge um ponto em que o tratamento reabilitador restaurador se faz necessário. A melhoria dos compósitos e materiais adesivos tem possibilitado a reabilitação de dentes erodidos de forma menos invasiva. No entanto, a longevidade das restaurações depende não somente da durabilidade dos materiais por si só, como também de fatores individuais uma vez que estas sofrem diversos efeitos deletérios em pacientes acometidos por lesões erosivas. Até o presente poucos estudos se propuseram a analisar o comportamento de materiais restauradores sob condições ácidas e em lesões erosivas. A durabilidade da interface adesiva em condição erosiva ainda não foi investigada. O objetivo deste estudo é avaliar a adaptação marginal e a resistência adesiva ao cisalhamento de restaurações adesivas durante desafio erosivo e envelhecimento térmico. O estudo será dividido em duas etapas. No primeiro experimento, 60 molares humanos serão selecionados e cavidades classe V com dimensões 3mm x 1,5 mm serão confeccionadas na face vestibular. Restaurações em resina serão confeccionadas com um adesivo de condicionamento total (n=30) e autocondicionante (n=30). Os espécimes serão envelhecidos por termociclagem convencional (10000 ciclos, 5-55° C, aproximadamente 6 dias, n = 10), termociclagem associada ao desafio erosivo com acido clorídrico (pH 2,1; 6x/dia - 5 min duração cada imersão; n=10) ou sem envelhecimento (n=10). Na sequencia, todos os espécimes serão imersos em nitrato de prata por 24 h, seguido de solução fotossensível por 8 h. A adaptação marginal das margens em esmalte e dentina será avaliada com microscopia eletrônica de varredura (MEV), microscópio ótico e micro tomografia computadorizada (Micro CT). Na segunda fase, amostras de esmalte e dentina (n=60, cada) serão obtidas pelo desgaste e polimento de coroas bovinas. As amostras serão condicionadas com adesivo autocondicionante ou de condicionamento total (n=30, cada) e restaurações de resina serão confeccionadas. Os espécimes serão termociclados como na primeira fase e a resistência adesiva será mensurada em teste de cisalhamento, seguida pela analise dos modos de falha. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
ZANATTA, R. F.; LUNGOVA, M.; BORGES, A. B.; TORRES, C. R. G.; SYDOW, H-G; WIEGAND, A. Microleakage and Shear Bond Strength of Composite Restorations Under Cycling Conditions. Operative Dentistry, v. 42, n. 2, p. E71-E80, MAR-APR 2017. Citações Web of Science: 5.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.