Busca avançada
Ano de início
Entree

Procedimentos dè tradução (espanhol/português) dò léxico soez presente ná obra "los marés del sur", dè Manuel Vazquez Montalbán

Processo: 15/07289-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Angélica Karim Garcia Simão
Beneficiário:Flávia Seregati
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Lexicologia   Fraseologia   Tradução

Resumo

Neste trabalho pretende-se abordar a incidência de fatores pragmático-comunicativos na tradução de lexias simples e complexas (unidades fraseológicas) consideradas tabus linguísticos. Para tanto, utiliza-se como córpus a tradução para o português brasileiro da obra "Los mares del Sur", de Manuel Vázquez Montalbán, realizada por Cid Knipel Moreira, mediante ajuda da Direção Geral do Livro, Arquivos e Bibliotecas do Ministério da Educação e Cultura da Espanha. Muitas obras literárias na contemporaneidade fazem uso do léxico tabu aspirando alcançar um elevado grau de autenticidade (Rojo López & Valenzuela Manzanares, 2000), na tentativa de conferir ao universo no qual circulam seus personagens um efeito de verossimilhança que o aproxime de contextos de uso real marcados social e historicamente (Britto, 2012) . O romance policial, por tratar com frequência de personagens inseridos em contextos marginalizados, faz uso desse léxico, aqui entendido não só como palavras ofensivas na forma de insultos, mas também o léxico considerado obsceno como palavrões, palavras que remetem aos órgãos sexuais ou ao próprio ato sexual, o léxico escatológico, grosseiro e vulgar, também conhecido como linguagem soez. Esse tipo de linguagem é um recurso presente em todas as línguas, porém a percepção e o uso que se faz dela é diferente para algumas sociedades, ou mesmo para diferentes grupos sociais de uma mesma comunidade linguística. Segundo Preti (2003) essas lexias estão sendo cada vez mais aceitas em nossa sociedade, tanto na mídia impressa como em programas televisivos. Rundblom (2013) argumenta que o uso que se faz dessa linguagem é proveniente de diferentes motivações, podendo ter fundamentos psicológicos, sociais ou discursivos. No presente trabalho partimos da hipótese de que a incidência de diferentes motivações pragmático-discursivas de emprego de uma lexia tabu possa gerar diferentes traduções para a mesma.