Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo entre processos oxidativos avançados

Processo: 15/06538-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Laura Tiemi Okano
Beneficiário:Douglas Negri Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisico-química orgânica   Fotocatálise heterogênea   Titânio   Fotoquímica   Nióbio

Resumo

A preservação do meio ambiente tem sido objeto de inúmeras discussões na atualidade. Faz-se necessário o desenvolvimento de novas tecnologias para o tratamento de poluentes que atingem os recursos hídricos, cada vez mais escassos. Neste contexto, surgiram os Processos Oxidativos Avançados (POA) que usam oxidantes poderosos, a presença ou não de um catalisador e de luz de comprimento de onda apropriado para a degradação de contaminantes recalcitrantes encontrados na rede de esgoto, solo ou atmosfera. Tradicionalmente, os POA usam o radical hidroxila como agente oxidante, mas ultimamente, o ânion sulfato radical também tem sido objeto de estudo como oxidante alternativo. Neste projeto de pesquisa de Iniciação Científica, propomos a comparação de POA. Focaremos a nossa atenção no processo foto-Fenton e na aplicação de fotocatalisadores heterogêneos, obtidos pela mistura em diferentes proporções de Nb e Ti preparados pelo método Pechini para degradar substâncias orgânicas com estruturas químicas diversas: compostos aromáticos (como o fenol), álcoois alifáticos (como o n-butanol) e corantes industriais têxteis. As fotodegradações destes compostos serão acompanhadas por medidas de absorção de luz UV-vis, teor de carbono orgânico total (COT) e, dependendo do substrato, cromatografia líquida acoplada com espectrometria de massa (LC/MS) para a investigação dos intermediários formados. Um segundo objetivo deste projeto é fazer com que o aluno de Iniciação Científica aprenda como os POA (reação foto-Fenton e fotocatálise heterogêna) funcionam para, posteriormente, começar a investigar a utilização do ânion sulfato radical como oxidante em conjunto ou não com o radical hidroxila para a degradação de compostos orgânicos.