Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da infraestrutura verde no microclima como estratégia para mitigação do aquecimento urbano e melhoria das condições de conforto térmico em espaço abertos

Processo: 14/50978-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 21 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Denise Helena Silva Duarte
Beneficiário:Paula Shinzato
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/01204-7 - Parametrização 3D da vegetação tropical e simulação dos efeitos microclimáticos da infraestrutura verde para cidade de São Paulo, BE.EP.PD
Assunto(s):Microclima urbano   Vegetação   Estruturas urbanas   Aquecimento   Infraestrutura verde   Cidade saudável   Conforto humano

Resumo

Tendo em vista os resultados obtidos por SHINZATO (2014), pretende-se dar continuidade aos estudos sobre o impacto da vegetação nos microclimas urbanos em função das interações solo-vegetação-atmosfera, tendo agora como objetivo o estudo do potencial da infraestrutura verde como estratégia para mitigar o aquecimento nas cidades. Dessa forma, esta pesquisa busca: (1) quantificar o impacto da infraestrutura verde no microclima (umidade específica, temperatura do ar e de superfície) e no conforto humano (aplicação de índices de conforto para espaços abertos); (2) explorar diferentes possibilidades de desenho urbano para a inclusão da vegetação na cidade de São Paulo, considerando o potencial de impacto no microclima e no conforto humano; (3) propor a adoção de estratégias em políticas públicas, em função dos resultados alcançados. O método utilizado será indutivo por meio de levantamentos de campo das variáveis da vegetação que interferem nos processos de sombreamento e evapotranspiração, da temperatura do ar, umidade do ar e temperaturas superficiais, bem como o registro dos demais dados que caracterizam as condições microclimáticas locais; e dedutivo, por meio de comparações entre os resultados levantados nas diferentes situações acima mencionadas. Após a calibração entre dados medidos e simulados, os estudos nos modelos STEVE e ENVI-met 4 serão fundamentais para se gerar e avaliar o potencial de mitigação do aquecimento nas cidades em cenários preditivos nos quais a vegetação será incorporada de diferentes formas. A partir da análise dos resultados obtidos pelas simulações, serão propostas estratégias para o uso da vegetação como forma de mitigar o aquecimento do ar nas cidades, considerando a legislação vigente, propostas do Plano Diretor Estratégico - PDE e pela revisão da Lei de Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo - LPUOS em andamento, e de programas criados pela SVMA. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SHINZATO, PAULA; SIMON, HELGE; SILVA DUARTE, DENISE HELENA; BRUSE, MICHAEL. Calibration process and parametrization of tropical plants using ENVI-met V4-Sao Paulo case study. ARCHITECTURAL SCIENCE REVIEW, v. 62, n. 2, p. 112-125, MAR 4 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.