Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito agudo da inibição do SGLT-2 pela dapagliflozina no cérebro e na funcionalidade hipotalâmica em humanos e camundongos C57Bl/6

Processo: 14/26591-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Bruno Geloneze Neto
Beneficiário:Letícia da Silva Pires
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/07607-8 - CMPO - Centro Multidisciplinar de Pesquisa em Obesidade e Doenças Associadas, AP.CEPID
Assunto(s):Sistema nervoso central   Inibição

Resumo

Fundamentação: O co-transportador sódio-glicose tipo 2 (SGLT-2) é expresso no rim e no cérebro, incluindo os sítios hipotalâmicos de controle alimentar. A inibição do SGLT-2 produz glicosúria e perda de calorias concomitante à diminuição no peso corpóreo. Todavia, vários fatores podem interferir na perda de peso, correspondendo ou não às expectativas. No Brasil, a Dapagliflozina é o primeiro inibidor de SGLT-2 aprovado para tratar o diabetes tipo 2 atuando como hipoglicemiante oral. Objetivos: estudar o efeito agudo da inibição do SGLT-2 pela Dapagliflozina no cérebro e na funcionalidade do hipotálamo em camundongos e humanos. Ademais, estudar a ativação dos neurônios NPY e POMC em camundongos. Materiais e métodos: estudo translacional prospectivo, com intervenção clínica em camundongos e humanos. Na primeira etapa, 40 camundongos C57BL/6 machos irão receber Dapagliflozina via intracerebroventricular (ICV) ou oralmente por duas semanas. Serão realizadas respirometria, evolução ponderal e avaliação da ingestão alimentar. Em humanos, 20 mulheres eutróficas e normoglicêmicas serão analisadas pré e pós administração de Dapagliflozina 10mg/dia por uma semana. Haverá antropometria, composição corporal, ressonância magnética funcional (RMf) e calorimetria indireta. Serão realizados testes de média pareados e análises de correlação para comparações entre os grupos.Perspectivas: a inibição do SGLT-2 no sistema nervoso central pode modular a atividade hipotalâmica e diminuir a termogênese. Estudar esses efeitos propiciará um melhor entendimento do comportamento alimentar e do papel do SGLT-2 no cérebro. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.