Busca avançada
Ano de início
Entree

Experimentos de exclusão competitiva em protistas

Processo: 15/02689-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:Daniel José Galafasse Lahr
Beneficiário:Giulia Magri Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/04585-3 - Decifrando as grandes tendências de evolução molecular e morfológica nos Amoebozoa, AP.JP
Assunto(s):População   Competição   Micro-organismos

Resumo

Para as curvas típicas de crescimento, tem se utilizado o modelo bacteriano. No geral, possuem 4 fases: lag, log, estácionária e declínio. Os protistas são um sistema útil para estudar dinâmicas populacionais, onde ainda existem muitas perguntas ecológicas que podem ser feitas. Neste projeto, pretendemos investigar o princípio de exclusão competitiva nesses organismos. Para isso, desenvolveremos um método eficiente para medir curvas de crescimento de arcelinídeos e baseado neste método mediremos exclusão competitiva. Estabeleceremos culturas clonais de algumas linhagens protistas de preferência da linhagem dos arcelinídios, pois deixam a teca quando morrem o que possibilita a quantificação da taxa de morte. Realizaremos amostras diárias de cada uma das linhagens para contagem. Seguiremos a metodologia descrita por Glase que consiste em 5 réplicas de cada grupo experimental, retirando 5 amostras de 50 µL de cada um por dia de medida. Calcularemos a média e o desvio padrão das amostras, com estes dados faremos a modelagem de sua curva de crescimento, utilizando as equações do modelo logístico como base. Utilizando as equações de Lotka-Volterra como modelo base de competição, desenvolveremos as equações do nosso sistema. Para a construção das curvas de crescimento e simulações de competição, utilizaremos o programa R. Com esses experimentos esperamos encontrar se Arcelinídeos apresentam curvas de crescimento típicas: com fases lag, exponencial, estacionária e de declínio. E a partir disto, se existe exclusão competitiva em arcelinídeos.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
LAHR, DANIEL J. G.; KOSAKYAN, ANUSH; LAR, ENRIQUE; MITCHELL, EDWARD A. D.; MORAIS, LUANA; PORFIRIO-SOUSA, ALFREDO L.; RIBEIRO, GIULIA M.; TICE, ALEXANDER K.; PANEK, TOMAS; KANG, SEUNGHO; BROWN, MATTHEW W. Phylogenomics and Morphological Reconstruction of Arcellinida Testate Amoebae Highlight Diversity of Microbial Eukaryotes in the Neoproterozoic. Current Biology, v. 29, n. 6, p. 991+, MAR 18 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.