Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do potencial remineralizante e protetor de um novo dentifrício associado a um gel dual a base de silicato de cálcio e fosfato de sódio contra desafio erosivo-abrasivo do esmalte

Processo: 15/07675-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Alessandra Buhler Borges
Beneficiário:Morgana de Menezes Maia
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Dentística   Dentifrícios   Desmineralização do dente   Erosão dentária   Remineralização dentária   Fluoreto de sódio

Resumo

A erosão dental é um processo multifatorial que envolve a desmineralização dental pela ação química de ácidos extrínsecos ou intrínsecos. Dentifrícios contendo sais de silicato de cálcio, fosfato de sódio e alta concentração de flúor são potencialmente remineralizantes e protetores contra desmineralização, no entanto sua eficiência no tratamento da erosão inicial e controle de sua progressão não foi completamente estabelecida. Assim, é oportuno verificar a capacidade remineralizante e protetora de dentifrícios que contenham substâncias promissoras no controle da erosão dental. Serão testados os dentifrícios: Coc: 0ppm de flúor (Bitufo), como controle; PE: Nitrato de Potássio e 1425 ppm de fluoreto de sódio (Sensodyne); PAER: Arginina, carbonato de cálcio e monofluorfosfato de sódio (1450 ppm- Colgate); Reg - silicato de cálcio e fosfato de sódio (Unilever); e RegGD - dentifrício a base de silicato de cálcio fosfato de sódio associado ao Gel de fase dual (1450ppm de monofluorfosfato de sódio -Unilever). Amostras de esmalte bovino polido serão confeccionadas e submetidas a desafio erosivo/abrasivo por 5 dias, com ácido cítrico a 0,3% (pH=2,6 - 2 min - 6x/dia), dois ciclos de abrasão diários (15s, 200g cada) e remineralização com saliva artificial (1hcada). A capacidade de remineralização e a proteção contra a desmineralização inicial serão mensuradas por microdureza no primeiro dia do ciclo e a quantificação da perda de estrutura será realizada com perfilometria no terceiro e quinto dias de ciclo. Os dados serão submetidos aos testes de normalidade e homocedasticidade e, a partir deles, serão determinados testes estatísticos de variância e comparação adequados (=5%).