Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da relação funcional entre eIF5A e o fator de transcrição Hac1 na levedura Saccharomyces cerevisiae

Processo: 15/07728-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 31 de agosto de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Sandro Roberto Valentini
Beneficiário:Angélica Hollunder Klippel
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:10/50044-6 - Controle da expressão gênica em nível traducional: estudo do papel de elF5A na elongação da tradução, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):16/15621-9 - Busca pelo papel de eIF5A no estresse de retículo endoplasmático através de um rastreamento proteômico em larga escala utilizando a coleção ORFs-GFP, BE.EP.MS
Assunto(s):Leveduras   Saccharomyces cerevisiae   Via secretória   Fatores de transcrição   Fatores de iniciação em eucariotos   Estresse do retículo endoplasmático   RNA mensageiro

Resumo

O fator de tradução de eucariotos 5A (eIF5A) é altamente conservado em arqueas e mamíferos e sofre uma modificação pós-traducional única e essencial chamada hipusinação. Embora eIF5A tenha sido inicialmente associada com o início da tradução, essa função nunca foi claramente demonstrada. Os resultados recentes do nosso e de outros laboratórios fortalecem o envolvimento de eIF5A com a elongação da tradução. Alguns desses estudos relacionaram eIF5A com a via secretória e resposta a estresse de Retículo Endoplasmático (RE), sugerindo a participação deste fator na tradução específica de subgrupos de mRNAs. O fator de transcrição de proteínas responsivas ao estresse de RE, Hac1, é o principal elemento da via UPR (Unfolded Protein Response). Com o objetivo de estudar o papel biológico de eIF5A e seu possível mecanismo de ação na tradução específica de fatores envolvidos na resposta ao estresse de RE, pretende-se avaliar a relação funcional entre eIF5A e Hac1, usando como organismo modelo a levedura Saccharomyces cerevisiae. Para tanto, é proposta a quantificação do mRNA e da proteína Hac1 e Ire1, ativador de Hac1, por ensaios de PCR em tempo real e western blot, respectivamente. Ainda, para explorar a possível interação de eIF5A com outros fatores da via de estresse de retículo, serão realizadas análise de interações genéticas com alelos mutantes de TIF51A e alelos mutantes ou deleções de genes que codificam proteínas envolvidas nessa via. Por fim, será realizada uma análise de localização subcelular de Hac1 e Ire1, fusionados a proteína fluorescente GFP (Green Fluorescent Protein), por microscopia de fluorescência, em mutantes de eIF5A. Este estudo contribuirá consideravelmente para o esclarecimento do possível papel de eIF5A na tradução específica de mRNAs envolvidos na via secretória e resposta ao estresse de RE. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
KLIPPEL, Angélica Hollunder. Estudo do envolvimento de eIF5A na resposta ao estresse de retículo endoplasmático em Saccharomyces cerevisiae. 2017. 135 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.