Busca avançada
Ano de início
Entree

Transplante xenogênico de espermatogônias tronco em Characidae (Teleostei, Characiformes)

Processo: 15/10804-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de abril de 2016
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Pesquisador responsável:Rosicleire Veríssimo Silveira
Beneficiário:Pricila Viana de Oliveira
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/23379-8 - Transplante xenogênico de espermatogônias tronco em Characidae (Teleostei, Characiformes), AP.R
Assunto(s):Peixes   Reprodução animal   Transplante de células

Resumo

O transplante de células germinativas é uma nova abordagem experimental que consiste na remoção de espermatogônias indiferenciadas do testículo de um animal doador e inserção no testículo de um animal receptor, no qual serão capazes de colonizar e se desenvolver, formando espermatozóides com características genéticas do doador. Apesar desta metodologia ser promissora em estudos da biologia das espermatogônias, preservação de espécies ameaçadas, biologia da reprodução e biotecnológicos, sua aplicação envolvendo o grupo dos peixes, são ainda bastante escassos. Deste modo, pretende-se realizar o transplante de células espermatogoniais tronco de piracanjuba Brycon orbignyanus em lambaris Astyanax altiparanae. Para tal, os testículos de piracanjuba serão digeridos enzimaticamente e as espermatogônias separadas e marcadas, sendo em seguida introduzidas nos testículos do lambari (que terá a espermatogênese previamente deprimida), através da papila urogenital. Estas espécies estão filogeneticamente aproximadas pertencendo à família Characidae. A. altiparana e se distribui nas bacias do alto Paraná, Paranapanema, Tibagi e Iguaçu, e é considerado um importante modelo biológico para estudos biotecnológicos, além decompor parte da dieta dos peixes de maior porte. Já B. orbygnianus se distribui pelos rios Paraná, Uruguai, Paraguai, na Bolívia e Bacia Amazônica, tendo grande destaque na piscicultura nacional, devido à qualidade de sua carne e apreciação para a pesca esportiva devido ao seu comportamento agressivo, entretanto atualmente se encontra em risco eminente de extinção. Deste modo, apesar de recentes os estudos nesta área, o transplante de células germinativas em peixes traz grandes perspectivas para a produção e conservação dessas espécies de peixes ameaçadas. Este Treinamento Técnico será responsável por: (1) as tarefas em laboratório, incluindo a amostragem, ensaio , medição, registro e análise dos resultados da pesquisa; (2) fornecer todo o suporte técnico necessário para permitir que o laboratório funcione de forma eficaz sem deixar de respeitar os procedimentos legais, diretrizes de saúde e segurança; (3) continuar com a administração do projeto, incluindo a organização de documentação de inventário despesas, contabilidade e outros encargos burocráticos. O técnico de laboratório permanecerá no Laboratório de Ictiologia Neotropical (SP), Departamento de Biologia e Zootecnia da Unesp em Ilha Solteira. (AU)