Busca avançada
Ano de início
Entree

Adesão de Trypanosoma cruzi a matriz extracelular de diferentes células: análise de modificações pós-traducionais e proteólise de elementos da matriz

Processo: 15/07833-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Pesquisador responsável:Maria Julia Manso Alves
Beneficiário:Giovana Lais de Assis Silva
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Matriz extracelular   Peptídeo hidrolases   Trypanosoma cruzi

Resumo

Já está bem estabelecido na literatura que elementos da matriz extracelular (ECM) estão envolvidos na adesão de células de mamífero pelo T. cruzi. Nosso laboratório mostrou recentemente que a incubação de tripomastigotas do parasita (forma infectante) com ECM proveniente de células epiteliais leva a alterações nos níveis de fosforilação, nitração e S-nitrosilação de proteínas do parasita, além de redução na atividade de NO Sintase e cGMP. A ECM consiste em uma rede de macromoléculas complexa, formada por mais de 300 proteínas e com composição distinta nos diferentes tecidos. Neste projeto pretende-se estudar o papel de ECM isolada de diferentes células (epitelial de rim de macaco, glioblastoma, cardiomiócito, adipócito e intestinal de cólon) sobre a adesão do T. cruzi a essas ECMs e as modificações pós-traducionais de proteínas (fosforilação, nitração e S-nitrosilação) do parasita. Também será analisada a atividade de enzimas proteolíticas secretadas pelo parasita que hidrolisam elementos da ECM. Metodologias para a quantificação dos parasitas aderidos a ECM, imunofluorescência e western blotting com anticorpos específicos e zimogramas serão utilizados.