Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel de hormônios vegetais envolvidos na resposta diferencial de tomateiro cv. Micro-Tom a fungos do gênero Alternaria e Oidium por meio da alteração de transcritos

Processo: 15/00060-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 10 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Vegetal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Antonio Vargas de Oliveira Figueira
Beneficiário:Jamille Santos da Silva
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Hormônios vegetais   Tomateiro   Solanum lycopersicum

Resumo

O tomateiro (Solanum lycopersicum L.) é uma planta modelo para estudos fisiológicos e genéticos relacionados ao estresse biótico, pois este é afetado por uma enorme diversidade de patógenos. A cultivar Micro-Tom, em especial, apresenta vantagens em relação às demais pelo seu tamanho e ciclo reduzidos. Patógenos de plantas são frequentemente divididos em biotróficos, necrotróficos e hemibiotróficos de acordo com seu mecanismo de infecção e, consequentemente, distintas respostas do hospedeiro são ativadas. Entre as doenças fúngicas, a pinta preta causada por espécies de Alternaria (necrotrófico) e o biotrófico oídio (Oidium sp.) apresentam mecanismos de infecção pouco conhecidos podendo servir como modelos da interação planta-patógeno de estilos de vida contrastantes. A resposta da planta a patógenos são reconhecidamente reguladas por hormônios vegetais. Classicamente, considera-se que a sinalização por ácido salicílico é requerida para resistência a patógenos biotróficos, enquanto que a combinação de ácido jasmônico e etileno são requeridos para a resistência a necrotróficos. Porém, foi observado em nosso laboratório que giberelina parece participar na sinalização à infecção por Oidium, visto que um número reduzido e tardio de sintomas foi observado nos mutantes para sinalização deste hormônio. Mesmo assim, existem poucas informações sobre os mecanismos moleculares destas respostas regulados por estes e outros hormônios, particularmente no caso destes fungos. Assim, o objetivo deste trabalho é investigar o papel dos hormônios vegetais, que respondam diferencialmente à infecção, na alteração do perfil transcricional de folhas destacadas de mutantes e transgênicos de 'Micro-Tom' com percepção ou síntese hormonais alterada em resposta a infecção por Alternaria e Oidium. O projeto será desenvolvido em três etapas. A primeira será realizada com objetivo de caracterizar os sintomas de 'Micro-Tom' em resposta à infecção por Oidium e Alternaria e através da expressão de genes marcadores hormonais determinar o tempo de coleta para avaliação de transcritos. Na segunda etapa, mutantes e linhagens transgênicas hormonais de 'Micro-Tom' serão avaliados com base no grau de severidade dos sintomas e dois mutantes mais contrastantes serão selecionados. Na terceira, será avaliado o papel destes hormônios na expressão diferencial de transcritos em resposta à infecção. Com análise deste conjunto de informações, pretende-se oferecer conhecimento dos possíveis mecanismos de resistência via sinalização hormonal que as plantas podem possuir em resposta à defesa a patógenos com estilos de vida contrastantes no início do processo de infecção. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
COSTA, JULIANA L.; PASCHOAL, DANIELE; DA SILVA, EDER M.; SILVA, JAMILLE S.; DO CARMO, RAFAEL M.; CARRERA, ESTHER; LOPEZ-DIAZ, ISABEL; ROSSI, MONICA L.; FRESCHI, LUCIANO; MIECZKOWSKI, PIOTR; et al. Moniliophthora perniciosa, the causal agent of witches' broom disease of cacao, interferes with cytokinin metabolism during infection of Micro-Tom tomato and promotes symptom development. NEW PHYTOLOGIST, v. 231, n. 1, p. 365-381, . (19/12188-0, 17/17000-4, 16/10498-4, 15/00060-9, 16/10524-5, 13/04309-6)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Jamille Santos da. Papel do ácido abscísico na modulação da defesa em tomateiro \'Micro-Tom\' contra patógenos de estilos de vida contrastantes por meio da regulação transcricional e pós-transcricional. 2018. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALA/BC) Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.