Busca avançada
Ano de início
Entree

A influência do ritmo circadiano e da sazonalidade na ictiofauna da zona de arrebentação de uma ilha tropical em Ubatuba, SP

Processo: 15/07829-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia
Pesquisador responsável:George Mendes Taliaferro Mattox
Beneficiário:Pedro Dias Barreto Neto
Instituição-sede: Centro de Ciências Humanas e Biológicas (CCHB). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Sorocaba , SP, Brasil
Assunto(s):Ecologia animal   Comunidades   Ictiofauna   Sazonalidade   Biomassa   Ritmo circadiano   Teorema de Shannon-Hartley   Estudos ecológicos   Ubatuba (SP)

Resumo

A zona de arrebentação de praias arenosas funciona como um berçário, abrigando elevado número de larvas e indivíduos juvenis de peixes. Entre os fatores disponíveis neste ambiente estão a possibilidade de abrigo contra predadores e uma rica alimentação de zooplâncton. A ictiofauna da zona de arrebentação é caracterizada geralmente por baixa riqueza de espécies e elevada dominância por uma ou poucas espécies quando comparada a regiões mais profundas, além de apresentar pequeno número de espécies residentes. Abundância e composição da comunidade de peixes da zona de arrebentação estão sujeitas não somente aos fatores abióticos (e.g., marés, direção e velocidade do vento, salinidade), como também às variações sazonais e circadianas. Apesar da importância da zona de arrebentação de praias arenosas para o ciclo de vida dos peixes, estudos focando este ambiente em ilhas brasileiras ainda são escassos. Assim, este projeto iniciado em novembro de 2014 tem como objetivo executar um estudo ecológico da ictiofauna da zona de arrebentação da Ilha do Prumirim, Ubatuba, SP, analisando a composição e estrutura da assembleia de peixes durante a maré de sigízia, levando em consideração as variações sazonal e circadiana. Amostragens ocorrem mensalmente com rede de picaré de manhã e à noite em dois pontos na praia. São coletados também dados de salinidade e temperatura da água e ar. Já foram realizadas seis das doze coletas previstas para completar um ano de amostragens, totalizando por enquanto 31 espécies e 1512 indivíduos. Ao término das coletas, o efeito das estações do ano e período do dia nos índices de diversidade de Shannon-Wiener, Margalef e equabilidade será estabelecido através da ANOVA "Two Factor". Além disso, será avaliado se a abundância e a biomassa são diferentes entre as estações através da ANOSIM e será elaborado também um diagrama de ordenação através da análise NMDS para estabelecer o quão semelhantes as estações são segundo as variáveis citadas acima.