Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da inclusão de teores crescentes de prebióticos na dieta de cães adultos sobre parâmetros digestivos, fermentação fecal, microbiota e imunidade

Processo: 15/05493-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 31 de maio de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Márcio Antonio Brunetto
Beneficiário:Karine de Melo Santos
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/03798-1 - Efeitos da dieta na microbiota de cães adultos avaliada com a tecnologia Illumina, BE.EP.MS
Assunto(s):Bactérias   Leveduras   Prebióticos   Sistema imune

Resumo

No intuito de promover a saúde e reduzir o risco de doenças, a nutrição de animais de companhia tem evoluído de forma semelhante à humana, na busca por alimentos funcionais. Neste sentido, os prebióticos podem ser bastante promissores. As Saccharomyces cerevisiea são leveduras com alta capacidade prebiótica, pois estimulam a produção de substâncias com propriedades imunoestimulatórias e aumentam a capacidade de prevenir a colonização de bactérias patogênicas no trato gastrintestinal. Porém, sua composição determina a capacidade de atuação, baseado no substrato e meio em que foi nutrida. Assim, o processo de produção da levedura irá determinar sua intensidade de ação. Este estudo objetiva avaliar os efeitos de teores crescentes de leveduras com metabólitos ativos (LMA), baseada na fermentação de substratos específicos, na digestibilidade aparente dos nutrientes da dieta, microbiota e produtos da fermentação fecal e parâmetros imunológicos de cães adultos. Serão utilizados 18 cães, machos e fêmeas, adultos e saudáveis. Os animais serão distribuídos em delineamento inteiramente casualizado, constituído de três tratamentos experimentais, denominados: DC (dieta controle), LMA 0,3 (dieta controle com 0,3% de leveduras com metabólitos ativos) e LMA 0,6 (dieta controle com 0,6% de leveduras com metabólitos ativos). Nas amostras de fezes serão realizadas as análises de ácidos graxos de cadeia curta, ramificada e ácido lático; microbiota, nitrogênio amoniacal, aminas biogênicas e compostos voláteis. Para a determinação dos possíveis efeitos imunoestimulatórios serão realizados os testes de fagocitose e burst oxidativo, linfoproliferação e imunofenotipagem de linfócitos. Os resultados obtidos serão analisados através do programa computacional Statistical Analysis System (SAS Institute Inc., 2004) e de acordo com a distribuição dos dados, testes estatísticos paramétricos ou não paramétricos serão empregados. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SANTOS, Karine de Melo. Efeitos da inclusão de teores crescentes de prebióticos nas dietas de cães adultos sobre parâmetros digestivos, fermentação fecal, microbiota e imunidade. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.