Busca avançada
Ano de início
Entree

Como queimadas em diferentes épocas do ano afetam a relação entre gramíneas invasoras e a vegetação nativa de Cerrado?

Processo: 15/10714-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de abril de 2017
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Alessandra Tomaselli Fidelis
Beneficiário:Gabriella de Faria Oliveira Damasceno Ribeiro
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/06743-0 - Como a época do fogo afeta a vegetação do cerrado?, AP.JP
Assunto(s):Fogo   Manejo   Invasão biológica   Cerrado   Melinis minutiflora

Resumo

Espécies invasoras são aquelas distribuídas para além de sua área de ocorrência natural e que são capazes de se expandir espontaneamente nos locais invadidos. No processo de colonização elas excluem competitivamente as espécies nativas, acarretando perda de biodiversidade e alteração das funções ecossistêmicas. Apesar da grande quantidade de espécies de gramíneas nativas do Cerrado que poderiam ser utilizadas como forrageiras, a vegetação nativa é substituída por pastagens cultivadas para alimentação de bovinos. Melinis minutiflora e Urochloa decumbens são gramíneas africanas utilizadas para esse fim e que em virtude de sua eficiência biológica tornam-se invasoras agressivas, representando uma das maiores ameaças à conservação das formações campestres e savânicas do Cerrado. O fogo é elemento naturalmente recorrente na história destes ambientes e em virtude de seu baixo custo operacional e de sua aplicabilidade em áreas extensas apresenta-se como promissora ferramenta no manejo de gramíneas invasoras. Este trabalho está sendo desenvolvido em áreas de campo sujo invadido por M. minutiflora e U. decumbens no município de Itirapina, SP. O objetivo geral do estudo é avaliar o efeito de diferentes épocas de queima sobre as espécies invasoras, as nativas e comunidade como um todo, buscando avaliar qual seria o melhor momento para a utilização de queimadas prescritas no controle das espécies invasoras. Esperamos contribuir com o desenvolvimento de técnicas de manejo para o controle das invasões biológicas e, por conseguinte, para a restauração de áreas degradadas e a conservação da biodiversidade do Cerrado.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DORNELAS, MARIA; ANTAO, LAURA H.; MOYES, FAYE; BATES, AMANDA E.; MAGURRAN, ANNE E.; ADAM, DUSAN; AKHMETZHANOVA, ASEM A.; APPELTANS, WARD; ARCOS, JOSE MANUEL; ARNOLD, HALEY; et al. BioTIME: A database of biodiversity time series for the Anthropocene. GLOBAL ECOLOGY AND BIOGEOGRAPHY, v. 27, n. 7, p. 760-786, . (13/50718-5, 08/10049-9, 13/50714-0, 99/09635-0, 15/10714-6, 15/06743-0)
DAMASCENO, GABRIELLA; SOUZA, LARA; PIVELLO, VANIA R.; GORGONE-BARBOSA, ELIZABETH; GIROLDO, PAULA Z.; FIDELIS, ALESSANDRA. Impact of invasive grasses on Cerrado under natural regeneration. Biological Invasions, v. 20, n. 12, p. 3621-3629, . (15/10714-6, 15/06743-0)
DAMASCENO, GABRIELLA; FIDELIS, ALESSANDRA. Abundance of invasive grasses is dependent on fire regime and climatic conditions in tropical savannas. Journal of Environmental Management, v. 271, . (15/06743-0, 15/10714-6)
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RIBEIRO, Gabriella de Faria Oliveira Damasceno. Como queimadas em diferentes épocas do ano afetam a relação entre gramíneas invasoras e a vegetação nativa de cerrado?. 2017. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista (Unesp). Instituto de Biociências. Rio Claro Rio Claro.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.