Busca avançada
Ano de início
Entree

Pipeline para calcular redshifts fotométricos para os projetos J-PAS e A-PLUS/T80N+S

Processo: 15/14021-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:Claudia Lucia Mendes de Oliveira
Beneficiário:Alberto Molino Benito
Supervisor no Exterior: Andres Javier Cenarro Lagunas
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Local de pesquisa : Centro de Estudios de Física del Cosmos de Aragón (CEFCA), Espanha  
Vinculado à bolsa:14/11806-9 - Desafios para a nova geração de mapeamentos fotométricos de grande campo como o J-PAS, BP.PD
Assunto(s):Bases de dados

Resumo

O projeto J-PAS (Javalambre-Physics of the Accelerated Universe Astrophysical Survey; Benítez, N., Dupke, et al. 2014) representa o maior e mais preciso levantamento fotométrico da nova geração (experimento de estágio-IV (Albretch et al. 2006) envolvendo instituições brasileiras e espanholas. Apesar do principal objetivo cientifico ser estabelecer medidas sem precedentes das Oscilações Acústicas de Bárions radiais (BAO, em inglês), explorando a validade do modelo cosmológico atual, graças à combinação de três telescópios (dois na Espanha, em Teruel, e um no Cerro Tololo, no Chile), um sistema de filtros estreitos e a observação de mais de 8500 graus quadrados do céu, o J-PAS produzirá o maior banco de dados astronômicos até o momento de suas observações, proporcionando medidas espectrofotométricas e de distâncias de altíssima qualidade para mais de 500 milhões de galáxias, mais de 100 milhões de Quasares e aproximadamente 200 milhões de estrelas. Graças ao desenho científico do projeto, o J-PAS produzirá resultados científicos de grande impacto em todas as áreas da astrofísica; desde estudos sobre populações estelares no halo da Via Láctea até medidas dos parâmetros cosmológicos (energia escura: ©›, matéria escura: ©M), passando pela evolução de galáxias até z~1. O J-PAS irá revolucionar a visão atual da astronomia moderna.O desenho e elaboração de uma pipeline de redshifts fotométricos capaz de produzir os resultados com a precisão esperada (nos quais se sustenta a maior parte da sua ciência) representa um dos principais desafios técnicos do J-PAS. Como foi demonstrado no projeto ALHAMBRA (...), predecessor ao J-PAS, a obtenção de uma fotometria homogênea em termos da PSF, uma calibração precisa de pontos zero assim como uma automatização na verificação (relativa e absoluta) dos redshifts fotométricos obtido, representam a peça-chave para o êxito do projeto. Trabalhar com o pesquisador Javier Cenarro (PI do OAJ) e seu grupo de cosmologia no CEFCA, garantirá não somente o êxito no desenho, desenvolvimento e validação de uma pipeline de redshifts fotométricos como também o êxito do projeto J-PAS.