Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da administração prévia de estradiol e progesterona sobre o desenvolvimento mamário e produção leiteira em novilhas freemartin da raça Holandesa induzidas artificialmente à lactação

Processo: 15/02148-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2015
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Valeria Amorim Conforti
Beneficiário:Luiz Felipe Silva Pereira
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Bovinos   Freemartinismo

Resumo

O freemartinismo é o tipo mais comum de intersexo em bovinos e se caracteriza pelo nascimento de uma fêmea estéril oriunda de gestação gemelar com um feto do sexo masculino. As novilhas freemartin normalmente são descartadas, representando prejuízos ao produtor. No entanto, estudos prévios mostraram que novilhas freemartin podem produzir leite quando submetidas a protocolos de indução da lactação com hormônios exógenos, apesar da quantidade ser inferior à de fêmeas multíparas. Por não possuírem ovários, as fêmeas freemartin não estão sob a influência natural da ciclicidade dos hormônios reprodutivos. A exposição prévia a essa ciclicidade poderia, potencialmente, contribuir para o desenvolvimento mamário e maximizar a produção de leite decorrente do protocolo de indução da lactação. Portanto, o presente estudo tem o objetivo de testar a hipótese de que um tratamento prévio com estrógeno e progesterona aumentaria a produção de leite de novilhas freemartin induzidas artificialmente à lactação com protocolo hormonal padrão. As novilhas freemartin serão divididas em dois grupos experimentais, com 4 fêmeas em cada grupo. Um grupo receberá apenas um tratamento de indução da lactação (LAC) e o outro grupo irá receber um tratamento hormonal para simular ciclicidade ovariana (CiLAC), com duração equivalente a três ciclos estrais bovinos (total de 63 d), imediatamente antes de ser submetido ao protocolo padrão de indução da lactação, que será o mesmo para os dois grupos. No grupo CiLAC, serão, ao todo, três períodos consecutivos de 21 dias cada em que as novilhas receberão prostaglandinaF2±, cipionato de estradiol e benzoato de estradiol injetáveis, e um dispositivo auricular de progesterona, de forma a simular a ocorrência de três ciclos estrais. As novilhas dos grupos CiLAC e LAC receberão uma dose de somatotropina bovina (bST) nos dias D0, D7, D14, D21, e a cada 12 dias após o D21, quando já estarão em lactação. Do D1 ao D7, as novilhas serão tratadas diariamente com BE e P4 injetáveis (i.m.). Do D8 ao D14, receberão dose diária de BE. Nos dias D18 e D19, as novilhas receberão PGF2± e dos dias D18 ao D20, injeções de dexametasona. Dos dias D15 a D21, as novilhas serão levadas até a sala de ordenha para estimulação manual do conjunto mamário (Figura 3). No D22, será realizada a primeira ordenha. As novilhas serão avaliadas quanto à produção leiteira por 7 meses consecutivos. No D22, será realizada a primeira ordenha. Espera-se, com este estudo, contribuir para a maximização da produção leiteira de fêmeas freemartin.