Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo do crescimento de filme DLC no interior de tubos longos usando a técnica DC pulsado PECVD

Processo: 15/09781-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Vladimir Jesus Trava-Airoldi
Beneficiário:Elver Juan de Dios Mitma Pillaca
Instituição-sede: Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (Brasil). São José dos Campos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/15857-1 - Estudos científicos e aplicações inovadoras em diamante-CVD, Diamond-Like Carbon (DLC) e carbono nanoestruturado, obtidos por deposição química na fase vapor, AP.TEM
Assunto(s):Deposição de filmes finos   Filmes finos de carbono tipo diamante (DLC)   Deposição química em fase de vapor assistida por plasma (PECVD)   Tubos   Tratamento de superfícies

Resumo

Deposição de filmes DLC (Diamond-Like Carbon) via PECVD (Plasma Enhanced Chemical Vapor Deposition) sobre superfícies metálicas tem sido alvo de muitas investigações fundamentais devido a que resulta ser excelente para a melhoria das propriedades mecânicas, tribológicas e químicas destas superfícies. Devido a sua importância e o seu grande potencial para diferentes aplicações, deposição de filmes DLC tem sido alvo de muitas atividades de pesquisa e desenvolvimento (P&D) no Instituto Nacional de Pesquisa Espacial - INPE, especialmente para aplicações nos setores espacial e industrial. Embora muito já tenha sido feito, a comunidade científica mundial, além dos trabalhos fundamentais, continua em busca de novas aplicações do filme DLC. Atualmente, os estudos de deposição deste filme estão sendo fortemente direcionados para tratamentos do interior de tubos metálicos visando resolver os problemas de desgaste mecânico, corrosão química e incrustações orgânica e inorgânica, etc. Apesar dos grandes avanços realizados nesta área de pesquisa, os tratamentos citados na literatura estão restritos a tubos de alguns cm de diâmetro. Isto porque a necessidade de câmaras de vácuo com dimensões superiores aos próprios tubos torna os tratamentos em tubos de grande porte difíceis, tanto do ponto de vista técnico quanto econômico. Com esta proposta, objetiva-se a construção de um sistema capaz de tornar o tubo a própria câmara de deposição de DLC. A superação desta restrição técnica permitirá que tubos de porte industrial sejam revestidos com filmes de DLC de alta dureza e baixo coeficiente de atrito. Como parte complementar deste projeto, um estudo teórico-experimental do processo de deposição DLC no interior do tubo será realizado aspirando otimizar os parâmetros de descarga elétrica. Técnicas de caracterização (Nano-identação, Tribometria, Riscamento, MEV, AFM, XPS, RAMAN, DRX, Corrosão) que permitam determinar o valor de dureza, coeficiente de atrito, desgaste, aderência, tipo de ligação química, etc. farão parte deste estudo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PILLACA, E. J. D. M.; RAMIREZ, M. A.; GUTIERREZ BERNAL, J. M.; LUGO, D. C.; TRAVA-AIROLDI, V. J. DLC deposition inside of a long tube by using the pulsed-DC PECVD process. SURFACE & COATINGS TECHNOLOGY, v. 359, p. 55-61, FEB 15 2019. Citações Web of Science: 3.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.