Busca avançada
Ano de início
Entree

Modos de variabilidade das precipitações no estado de São Paulo, Brasil: conexões locais, regionais e remotas

Processo: 15/11035-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Convênio/Acordo: Belmont Forum
Pesquisador responsável:Lucí Hidalgo Nunes
Beneficiário:Guilherme Henrique Gabriel
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/51876-0 - Uma estrutura integrada para analisar tomada de decisão local e capacidade adaptativa para mudança ambiental de grande escala: estudos de caso de comunidades no Brasil, Reino Unido e Estados Unidos, AP.TEM
Assunto(s):Climatologia   Mudança climática   Pluviometria   Litoral   São Paulo

Resumo

A precipitação atmosférica exerce influência sobre virtualmente todas as atividades humanas, o que faz com que sua distribuição no tempo e no espaço seja informação científica estratégica. A avaliação da precipitação ganha ainda mais destaque em locais de grande complexidade, como o estado de São Paulo, pois além da considerável variabilidade desse elemento devido a sua posição francamente transicional em diversas escalas (a área é atravessada pelo Trópico de Capricórnio, nela atuam sistemas atmosféricos distintos e localmente fatores diversos imprimem distinções importantes), o grande dinamismo socioeconômico dessa unidade federativa faz com que a demanda de água seja continuamente alta, sendo que anomalias e disritmias acarretam consequências bastante avultadas. A despeito das muitas contribuições que vêm se somando para a compreensão da variabilidade das precipitações no estado de São Paulo, a alta demanda permanente de água e as alterações no padrão das chuvas em anos recentes evidenciam a necessidade de novas frentes de investigação que incorporem novos conhecimentos para o entendimento da variabilidade das precipitações atmosféricas. Nessa linha, a presente pesquisa busca compreender os padrões e tendências dessa variabilidade espaço-temporal no estado de São Paulo, avaliando-a a partir de estatística paramétrica com uso de técnicas de geoprocessamento no tratamento dos dados de postos pluviométricos que apresentarem registros de longo prazo. As análises são empreendidas em diversas escalas, de forma a apreender onde e quando a variabilidade é maior, se em anos recentes está havendo alteração no padrão da distribuição da chuva, e quais mecanismos remotos poderiam interferir nas precipitações no território paulista. Os resultados parciais do estudo permitem concluir que nos últimos anos tem ocorrido alteração significativa dos padrões de distribuição das chuvas no estado de São Paulo. As alterações observadas tanto nos parâmetros da distribuição estatística gama quanto no número de eventos extremos, são indícios sólidos dessas mudanças, fenômeno que a análise apenas dos totais pluviométricos não permite constatar. Comparando os padrões da pluviosidade em São Paulo em dois períodos - 1993 a 2012 e 1973 a 1992 - nota-se aumento na irregularidade da distribuição das chuvas e, consequentemente, na incerteza relacionada ao regime pluvial, com importantes implicações nas atividades humanas, como gestão de recursos hídricos e planejamento agrícola. Além disso, o maior número de eventos extremos, tanto muito como pouco chuvosos, traz implicações na prevenção de desastres naturais. O fato dessas alterações terem se dado simultaneamente sobre todo o território de São Paulo, ou seja, não serem espacialmente pontuais, enfatiza que tais mudanças poderiam estar atreladas a condicionantes remotos, além daqueles locais e regionais, sobretudo num contexto de mudanças climáticas globais. Tal fato demanda a continuidade das análises da proposição inicial, mas também a incorporação de novas avaliações: no nível espacial, de eventuais influências de teleconexões e no nível temporal, análises também no nível diário, de maneira a identificar ciclicidades e ruídos. A maneira como essas alterações poderiam impactar a economia e os processos físicos no estado de São Paulo também deve ser considerada, o que implica em ampliação da pesquisa, de maneira a responder novas questões que se colocaram com o avanço da pesquisa. Seguindo recomendações da banca, proponho-me, juntamente com minha orientadora, a ampliar o estudo, dando sequência as análises de teleconexão inicialmente previstas, associando com abordagens que avaliam a concentração das precipitações diárias com ênfase especial no setor costeiro, local de maior interesse dentro do projeto temático 2012/51876-0. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
GABRIEL, Guilherme Henrique. Modos de variabilidade das precipitações no Estado de São Paulo : conexões locais, regionais e remotas. 2017. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Geociências.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.