Busca avançada
Ano de início
Entree

Edição gênica por CRISPR-Cas9 na correção da distrofia muscular de Duchenne no modelo canino (GRMD) a partir de células de pluripotência induzida

Processo: 15/09575-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo Ambrósio
Beneficiário:Natalia Juliana Nardelli Gonçalves
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08135-2 - CTC - Centro de Terapia Celular, AP.CEPID
Assunto(s):Edição de RNA   Células-tronco   Sistemas CRISPR-Cas   CRISPR-Cas9   Células-tronco pluripotentes induzidas   Distrofia muscular de Duchenne   Modelos animais   Cão Golden Retriever

Resumo

Estratégias como a reprogramação induzida vêm sendo empregadas com o objetivo de induzir células somáticas a um estado pluripotente similar ao embrionário. O processo de reprogramação nuclear é extremamente desejável e possui importantes contribuições tanto no estudo da ciência básica como aplicada, por exemplo, no aumento da eficiência das biotécnicas de produção animal ou na medicina, com a possibilidade de terapia celular autóloga para o tratamento de inúmeras enfermidades. A distrofia muscular de Duchenne é uma doença genética que gera degeneração progressiva da musculatura esquelética. O gene que codifica a proteína distrofina é formado por 79 exons, e seu tamanho o torna muito susceptível a mutações. A Golden Retriever Muscular Dystrophy (GRMD) é geneticamente homóloga à distrofia muscular de Duchenne (DMD) que acomete seres humanos, e este modelo animal é o que mais se assemelha a mutação em humanos, com uma mutação pontual, onde o exon 7 é deletado, causando uma parada prematura no exon 8. Desta forma, o objetivo deste estudo é produzir IPS a partir de fibroblastos de cães afetados pela Distrofia Muscular de Duchenne, caracterizar tais células e submetê-las a técnica CRISPR-Cas9 de edição gênica para correção da mutação, gerando células saudáveis como modelo para futuros estudos em animais e humanos. A correção genética iPS-GRMD, expande um campo pouco explorado, permitindo a correção no modelo Golden Retriever e um escaneamento do gene e suas mutações. Embasando futuras pesquisas em humanos, possibilitando a correção de uma doença genética degenerativa, bem como o desenvolvimento de um modelo ainda inédito. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre a bolsa::
Uma ferramenta para editar o DNA 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
GONCALVES, N. J. N.; BRESSAN, F. F.; ROBALLO, K. C. S.; MEIRELLES, F. V.; XAVIER, P. L. P.; FUKUMASU, H.; WILLIAMS, C.; BREEN, M.; KOH, S.; SPER, R.; PIEDRAHITA, J.; AMBROSIO, C. E. Generation of LIF-independent induced pluripotent stem cells from canine fetal fibroblasts. Theriogenology, v. 92, p. 75-82, APR 1 2017. Citações Web of Science: 10.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.