Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo comparativo da infecção do vírus sincicial respiratório humano (hRSV) em células de origem linfóide e epitelial: expressão de microRNAs, quinases e ativação do inflamassoma

Processo: 15/13990-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 30 de agosto de 2015
Vigência (Término): 29 de agosto de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Biologia e Fisiologia dos Microorganismos
Pesquisador responsável:Eurico de Arruda Neto
Beneficiário:Miriã Ferreira Criado
Supervisor no Exterior: Ralph A Tripp
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Georgia (UGA), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:12/19131-5 - Avaliação dos mecanismos patogênicos do vírus sincicial respiratório humano (hRSV) relacionados ao desenvolvimento de uma doença aguda e latente/persistente, BP.PD
Assunto(s):Virologia   Vírus sincicial respiratório humano   Paramyxovirus

Resumo

Como parte do processo de evolução, vírus e célula são capazes de manipular o microRNAoma, quinases e ativação do inflamassoma para regular a resposta imune de modo vírus-célula específica. Entender as mudanças do perfil de expressão de quinases, identificar os genes alvos e suas contribuições para a patogênese da inflamação e/ou persistência do HRSV, podem ajudar a entender os mecanismos envolvidos na interação do HRSV e célula hospedeira. Além disso os resultados obtidos até agora referem-se somente a células epiteliais, enquanto que os mecanismos envolvidos na infecção do HRSV em células linfóides humanas ainda são desconhecidos. Uma vacina segura ainda não foi desenvolvida devido a falta de conhecimento de como o HRSV interage e modula a resposta imune da célula hospedeira durante a infecção.Dessa forma, o principal objetivo do estudo é entender os mecanismos pelos quais o HRSV interage com a célula epitelial e linfóide durante a infecção, detectando padrões de fatores celulares modulados como miRNAs, quinases e ativação do inflamassoma.Esse projeto BEPE ajudará a entender os importantes resultados já obtidos em tecidos de tonsilas humanas do meu presente projeto de pós doutorado (FAPESP processo 2012/19131-5) realizados no laboratório do Dr Eurico Arruda Neto. Isso sem contar, o fato de que estes estudos serão desenvolvidos no laboratório do Dr Ralph Tripp considerado referência mundial em pesquisas sobre interação do HRSV com célula hospedeira devido as várias importantes publicações no assunto.Portanto, o presente projeto ajudará no aprofundamento do conhecimento dos mecanismos envolvidos na patogênese do HRSV através do entendimento espacial e temporal dos genes modulados na infecção do HRSV em células de diferentes origens. Os resultados a serem obtidos serão de grande importância e podem contribuir no desenvolvimento de estratégias de intervenções ou futuras vacinas para o HRSV.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.