Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo microestrutural da liga Ti-6Al-4V com deposição de filme fino de SiC através da técnica de magnetron sputtering após ensaio de fluência

Processo: 14/22292-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Aeroespacial
Pesquisador responsável:Danieli Aparecida Pereira Reis
Beneficiário:Naiara Poli Veneziani Sebbe
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Pulverização catódica   Caracterização microestrutural   Fluência   Ligas de titânio

Resumo

Atualmente a necessidade de materiais que sejam resistentes à temperaturas elevadas e que suportem esforços mecânicos é cada vez mais frequente no meio aeroespacial. Estas aplicações requerem um material com elevada resistência mecânica, boa resistência à fadiga e à fluência, boa resistência à corrosão e capacidade de operar continuamente em elevadas temperaturas.A Ti-6Al-4V é a liga de titânio mais utilizada e suas aplicações variam desde a área biomédica até a indústria aeroespacial. Essa liga possui boa resistência mecânica, resistência a corrosão, boa usinabilidade e baixo peso específico; características que a tornam atraente para aplicação em turbinas de aviões. Para aumentar a vida dessa liga em temperaturas elevadas vários estudos sugerem tratamentos térmicos, superficiais e recobrimentos cerâmicos e de filmes finos.O estudo em fluência de materiais empregados em turbinas é de extrema importância para que a vida útil desses componentes seja aumentada conhecendo-se quais são os parâmetros que limitam sua vida em ambientes agressivos.Nesta proposta de trabalho de Iniciação Científica, pretende-se preparar amostras para posterior análise microestrutural da liga Ti-6Al-4V obtidas antes e após a deposição de filme fino de SiC pela técnica de magnetron sputtering, e após a realização de ensaios mecânicos de fluência.