Busca avançada
Ano de início
Entree

A crise da "segunda escravidão" e o Império do Brasil, 1861-1888

Processo: 15/04292-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rafael de Bivar Marquese
Beneficiário:Alain El Youssef
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estados Unidos   Escravidão   Cuba   História do Brasil Império

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem por objetivo analisar a recepção dos processos abolicionistas norte-americano e cubano no contexto socioeconômico e político específico do Império do Brasil, do início da Guerra Civil dos Estados Unidos (1861) à promulgação da Lei Áurea (1888). Pretende-se verificar, em primeiro lugar, como os coevos brasileiros nortearam seu "horizonte de expectativas" sobre a condução da "questão servil" a partir dos "espaços de experiência" abolicionistas de Cuba e dos Estados Unidos e das leituras que fizeram sobre a Reconstrução norte-americana. O segundo objetivo será verificar como a reorganização da economia mundo-capitalista oitocentista e as formas de mobilização social em outras regiões do mundo afetaram os processos em curso no Império do Brasil. Assim, a pesquisa analisará de forma integrada - e não comparativa - o processo abolicionista que deu fim à "segunda escravidão" no Brasil, ajudando a compreender como se desenvolveu o debate público em torno do tema e avaliando qual a inserção do Império na crise de uma das mais importantes instituições da economia mundo-capitalista do século XIX. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
YOUSSEF, Alain El. O Império do Brasil na segunda era da abolição, 1861-1880. 2019. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas São Paulo.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.