Busca avançada
Ano de início
Entree

Concepções espaciais e práticas pedagógicas: análise de obras arquitetônicas referenciais no ensino público paulista

Processo: 14/25317-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo - Fundamentos de Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Givaldo Luiz Medeiros
Beneficiário:Miranda Zamberlan Nedel
Instituição-sede: Instituto de Arquitetura e Urbanismo de São Carlos (IAU). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):História da arquitetura

Resumo

Com o fim de avaliar o papel da arquitetura escolar na formação dos indivíduos e cidadãos, busca-se realizar um estudo historiográfico da relação entre arquitetura e educação, centrado na produção pública paulista, a partir do Convênio Escolar (1949), abrangendo o Instituto de Previdência do Estado de São Paulo (IPESP, 1959-1966), o Fundo Estadual de Construções Escolares (FECE, 1960-1976), a Companhia de Construções Escolares do Estado de São Paulo (CONESP, 1976-1987) e a Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE, 1987-). Por meio de procedimentos metodológicos voltados essencialmente à coleta, análise e síntese de material bibliográfico e iconográfico, se desenvolverão aproximações sucessivas ao tema da pesquisa, amparadas por análises do contexto e das políticas públicas vinculadas ao ensino. Pretende-se, pelo método histórico comparativo, elaborar uma análise das obras mais representativas de cada período, a fim de formar um quadro crítico e inferir considerações a respeito do vínculo entre arquitetura e educação. A pesquisa visa contribuir para a compreensão dos processos consequentes à constituição da arquitetura brasileira, assim como dos contextos históricos, sociais, políticos, econômicos e culturais que a engendraram. Para verificar as implicações entre concepções espaciais e práticas pedagógicas em um período chave para a constituição das políticas públicas no estado de São Paulo, aborda-se, conjuntamente, a formulação, definição e consolidação das práticas pedagógicas adotadas contemporaneamente no ensino público.