Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de Ra-226 e Pb-210 em perfis de sedimentos dos reservatórios Pirapora do Bom Jesus e salto de ITU - Estado de São Paulo

Processo: 15/07470-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de julho de 2015
Vigência (Término): 30 de junho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Sandra Regina Damatto
Beneficiário:Denise Sanny Mançano Wakasugi
Instituição-sede: Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Datação   Sedimentos   Reservatórios   Radioquímica

Resumo

O rio Tietê drena uma área composta por seis sub-bacias hidrográficas (Alto Tietê, Sorocaba/Médio Tietê, Piracicaba-Capivari-Jundiaí, Tietê/Batalha, Tietê/Jacaré e Baixo Tietê). Ao longo de sua extensão (1100 km), suas margens banham 62 municípios ribeirinhos. Ele é considerado um dos rios mais importantes economicamente do estado de São Paulo, e também um dos rios mais poluídos do mundo, especialmente no trecho do município da cidade de São Paulo. Em decorrência dos problemas de poluição observados nesse rio nas últimas décadas, um projeto foi estabelecido com o objetivo de avaliar a concentração de metais, elementos maiores e traço em amostras de sedimento de superfície e testemunhos datados pelo método do Pb-210, desde a sua nascente em Salesópolis até a foz, no rio Paraná. Os testemunhos de sedimentos serão coletados nos principais reservatórios formados pelo represamento do rio Tietê. Os objetivos deste projeto de Iniciação Científica são determinar a taxa de sedimentação e idades dos sedimentos pela medida alfa e beta total dos radionuclídeos naturais Ra-226 e Pb-210 em detector proporcional de fluxo gasoso, após separação radioquímica em dois perfis de sedimento coletados no reservatório de Pirapora do Bom Jesus e de Salto de Itu. Os resultados obtidos da caracterização química e da idade dos sedimentos poderão ser utilizados para a avaliação histórica da da presença de fontes de poluição antrópica nos sedimentos do rio Tietê.