Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação da inflamação no tecido adiposo marrom: o papel do exercício físico crônico na infiltração e polarização de macrófagos

Processo: 15/09768-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Alexandre Gabarra de Oliveira
Beneficiário:Isabela Aparecida Dosualdo Preto
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Exercício físico   Endocrinologia   Resistência à insulina   Inflamação   Obesidade

Resumo

No contexto inflamatório, atualmente associado com a obesidade e resistência à insulina, há um crescente interesse sobre o papel dos macrófagos, visto que estes se acumulam no tecido adiposo num quadro de obesidade e também por apresentarem relação com os parâmetros de resistência à insulina. Os macrófagos podem apresentar dois tipos de ativação, uma pro-inflamatória conhecida como M1 ou clássica, caracterizada pelo predomínio de citocinas inflamatórias (TNF-a e iNOS) e associada a resistência à insulina; e outra anti-inflamatória denominada M2 ou alternativa onde há o predomínio de substâncias anti-inflamatórias (IL-10 e arginase-I) e relação com melhora na sensibilidade à insulina. Paralelamente, torna-se cada vez mais evidente que o exercício físico pode ser uma terapia útil para o tratamento da resistência à insulina em decorrência da obesidade, uma vez que apresenta efeito anti-inflamatório e é capaz de promover o aumento da sinalização e da sensibilidade à insulina. Evidencias recentes demosntrarm efeito benéfico do exercício físico (agudo e crônico) na polarização de macrófagos do tecido adiposo branco de roedores obesos. Entretanto, permanece ainda incerto o efeito da dieta hiperlipidica e do exercício físico na infiltração e polarização de macrófagos no tecido adiposo marrom. Assim, nesse projeto, investigaremos o efeito do da dieta hiperlipídica e do exercício físico crônico sobre a infiltração e a polarização de macrófagos no tecido adiposo marrom.