Busca avançada
Ano de início
Entree

Aparência e sensibilidades: a indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755)

Processo: 14/23498-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 01 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Leila Mezan Algranti
Beneficiário:Luciana da Silva
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):16/09554-7 - Aparência e sensibilidades: a indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755), BE.EP.DR   16/09001-8 - Aparência e sensibilidades: indumentária em São Paulo e Mariana (1693 - 1755), BE.EP.DR
Assunto(s):São Paulo (SP)   Cultura material   Moda   Vestuário

Resumo

O objetivo dessa pesquisa é compreender facetas das dinâmicas culturais e sociais vivenciadas nos espaços de São Paulo e Vila do Carmo (posteriormente chamada de Mariana), entre 1693 e 1755, por meio de um segmento da cultura material: a indumentária. As fontes basilares que utilizarei para tanto consistem no conjunto das Leis Pragmáticas, publicadas entre os séculos XVII e XVIII, nos inventários e testamentos produzidos em ambas regiões, bem como os relatos de viajantes que estiveram nessas localidades ao longo do século XVIII. Meu interesse é refletir acerca da importância e dos significados sociais e culturais que o ato de vestir o corpo tomava no cotidiano de uma sociedade que possuía características de Antigo Regime. Dessa maneira, tentarei compreender os mecanismos de acesso a tais artefatos, seus usos cotidianos em diferentes espaços e por diversos grupos sociais. Buscarei, ademais, perceber as relações que os indivíduos travavam com estes objetos, bem como as maneiras com que os empenhavam no relacionamento com outros indivíduos e grupos, por meio da circulação desses elementos materiais da cultura. Através das vestimentas e das relações que as pessoas de outrora estabeleciam com tais peças é possível refletir a respeito dos usos, costumes, representações e sensibilidades acerca dos cuidados de si e com a imagem que se apresentava a comunidade. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
SILVA, Luciana da. Aparência e sensibilidades : a indumentária na Vila do Carmo (Mariana), 1693 - 1755. 2019. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.