Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da exclusão experimental de vertebrados na decomposição de três espécies de plantas sob diferentes usos de solo na Mata Atlântica

Processo: 15/09092-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 04 de setembro de 2015
Vigência (Término): 03 de dezembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Luiz Antonio Martinelli
Beneficiário:Gabriela Garcia Medeiros
Supervisor no Exterior: Cristina Camargo Banks-Leite
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Imperial College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:14/01245-0 - Avaliação da influência da exclusão experimental de vertebrados insetívoros na decomposição de folhas de três espécies sob diferentes coberturas do solo no Parque Estadual da Serra do Mar, núcleo Santa Virgína, BP.MS
Assunto(s):Biogeoquímica   Decomposição

Resumo

A diversidade da Mata Atlântica esta ameaçada constantemente devido à perda de hábitats provocada pela destruição e alteração dos ambientes naturais. Este fato é muito preocupante, pois os remanescentes florestais desta área encontram-se, em sua maior parte, na forma de pequenos fragmentos, altamente perturbados, acarretando em distúrbios na fauna existente da região, como exemplo em mamíferos e aves. Muitos estudos demonstraram que mamíferos e aves mais especialistas (e. g. insetívoros) são muito sensíveis à fragmentação do ambiente, tendendo a desaparecer em áreas abertas, e com a perda, ou exclusão experimental, destes animais ocorre o aumento da densidade de artrópodes e das taxas de herbivoria, ocasionando um efeito cascata que causará influencias até na ciclagem de nutrientes. Este projeto tem como objetivo investigar como as taxas de decomposição são modificadas pela exclusão experimental de vertebrados insetívoros em uma área com diferentes coberturas do solo na Floresta Ombrófila Densa. Parcelas de exclusão de vertebrados e parcelas controle serão alocadas em áreas com diferentes coberturas do solo, para verificar como ocorre o efeito cascata e suas possíveis alterações na ciclagem de nutrientes. Desta forma, pretende-se gerar conhecimento sobre os reflexos causados pela fragmentação da floresta nas funções ecossistêmicas, como a decomposição, e fornecer informações que podem auxiliar nas práticas de conservação e manejo.