Busca avançada
Ano de início
Entree

Experimentações gráfico-espaciais na confluência dos estudos do imaginário e das representações da arquitetura

Processo: 15/10333-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de julho de 2016
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Pesquisador responsável:Artur Simões Rozestraten
Beneficiário:Paula Brazão Gerencer
Instituição-sede: Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Metáfora   Representações   Imaginário   Iconografia

Resumo

Este projeto pretende investigar, sob uma perspectiva crítica e experimental, instrumentos metodológicos e fundamentos conceituais advindos do campo de estudos do Imaginário quanto às suas possibilidades de interação com temas e modos de operar próprios do universo das representações da Arquitetura. A investigação se dará essencialmente como experimentações gráfico-espaciais que terão como ponto de partida a iconografia do 'Recueil et Parallèle des édifices de tout genre, ancien et modernes' de Durand (1800) para explorar a apresentação de conjuntos organizados de imagens sugerindo interações entre elas tomando como referência o Der Bilderatlas Mnemosyne de Aby Warburg (2003). O objetivo é desenvolver aproximações experimentais em montagens gráficas, composições visuais, esquemas plásticos que explorem questões derivadas dos casos de estudo concentradas nas representações da Arquitetura presentes no Círio de Nazaré em Belém do Pará e no Guerreiro Alagoano, com base na metáfora da constelação e em outras metáforas pertinentes como, por exemplo, a metáfora potamológica formulada por Durand (2004) e a metáfora marinha proposta a partir das reflexões de Braudel (2009) e de Edward B. Tylor (apud DIDI-HUBERMAN, 2002). Espera-se, assim, que a investigação aqui proposta traga novas perspectivas para a aproximação a imagens por meio de imagens como ferramenta de estudo das representações da arquitetura a partir de sua convergência com os fundamentos conceituais propostos pelos estudos do imaginário.