Busca avançada
Ano de início
Entree

Ecotoxicologia herbicida e de compostos algicidas para organismos bioindicadores: uma ferramenta para avaliação de risco ambiental da utilização de produtos químicos

Processo: 15/11189-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2015
Vigência (Término): 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Pesquisador responsável:Claudinei da Cruz
Beneficiário:Pamela Castro Pereira
Instituição-sede: Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB). Fundação Educacional de Barretos (FEBA). Barretos , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicidade   Herbicidas   Ecotoxicologia   Saúde ambiental

Resumo

O crescimento desordenado de macrófitas aquáticas e algas prejudicam os usos múltiplos da água. Dentre as opções de manejo, o uso do controle químico tem sido estudado, devido à sua eficácia de controle, boa relação custo/benefício e vasto histórico de utilização em outros países. Porém, a viabilidade do uso do controle químico em ambientes aquáticos é sempre questionada, devido à utilização direta de produtos químicos no corpo hídrico, ausência de dados ecotoxicológicos e de monitoramento ambiental. Para tanto, os objetivos desta proposta de pesquisa serão: estimar a toxicidade aguda e ou efetiva 50% (CL/CE50); a porcentagem da mortalidade para os bioindicadores (Hyphessobrycon eques, Pomacea canaliculata, Lemna minor, Azolla caroliniana e Wolffia brasiliensis); qualidade da água para o peixe mato grosso (H. eques) e para o caramujo (P. canaliculata) e os sinais clínicos de intoxicação do peixe da H. eques, expostos ao herbicida penoxsulam, oxicloreto de cobre, cloro e peróxido de hidrogênio, produtos químicos com potencial herbicida e algicida.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.