Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do papel da via de sinalização do TGF-² na indução prostática: do seio urogenital aos primórdios do lobo ventral da próstata em camundongos e caracterização de transições similares em células RWPE1

Processo: 15/03599-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2015
Vigência (Término): 31 de março de 2016
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Citologia e Biologia Celular
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Hernandes Faustino de Carvalho
Beneficiário:Manoel Francisco Biancardi
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/16150-6 - Regulação androgênica, sinalização e interações celulares no desenvolvimento, fisiologia e regressão prostática, AP.TEM
Assunto(s):Biologia celular   Próstata

Resumo

O desenvolvimento prostático é regulado por diferentes fatores, cuja expressão é finamente regulada temporal e espacialmente. Dentre os fatores envolvidos neste processo, o TGF-²1 destaca-se por estar relacionado a importantes processos biológicos como proliferação, diferenciação celular, migração e apoptose. No entanto, não são conhecidos os mecanismos pelos quais o TGF-²1 modula os eventos iniciais do desenvolvimento prostático, principalmente aqueles relacionados à diferenciação das células epiteliais, os quais são de fundamental importância para a os eventos da organogênese da próstata. Além destas funções relacionadas à fisiologia normal desta glândula, estudos também tem mostrado que o TGF-²1 tem um papel determinante na modulação para a progressão do câncer de próstata. Portanto, baseado na hipótese de que o TGF-²1 tem um papel determinante sobre durante o desenvolvimento, em particular sobre a indução prostática a partir do seio urogenital, o objetivo deste projeto é a caracterização da via de sinalização do TGF-²1 durante o brotamento inicial a partir do epitélio do seio urogenital. Para isso, serão realizados experimentos in vivo com camundongos da linhagem Swiss e in vitro com cultivos ex-vivo do seio urogenital (UGS) e com células RWPE-1. Também serão empregadas análises morfológicas, imunocitoquímicas e de hibridização in situ. Com isso, buscamos entender os complexos mecanismos que regulam os eventos iniciais da organogênese prostática, especialmente aqueles modulados pelo TGF-²1. Tendo esta via de sinalização bem estabelecida e considerando que o TGF-²1 é um alvo terapêutico de grande interesse, pretendemos utilizar estes achados em pesquisas futuras empregando este modelo para modulação com fármacos, buscando-se novas terapias para o tratamento de doenças prostáticas. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BIANCARDI, MANOEL F.; DOS SANTOS, FERNANDA C. A.; DE CARVALHO, HERNANDES F.; SANCHES, BRUNO D. A.; TABOGA, SEBASTIAO R. Female prostate: historical, developmental, and morphological perspectives. Cell Biology International, v. 41, n. 11, SI, p. 1174-1183, NOV 2017. Citações Web of Science: 11.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.